Bares

Endereços para beber e petiscar ao ar livre

Bar da Dida está entre as opções

Por: VEJA SÃO PAULO

Bar da Dida - 2193
Bar da Dida: tostex e mesas ao ar livre atraem o público (Foto: Raul Zito)

Confira quatro bares para beber e petiscar ao ar livre:

  • Bares variados

    Alto da Harmonia

    Rua Harmonia, 271, Pinheiros

    Tel: (11) 2528 1241 ou (11) 2528 1262

    VejaSP
    10 avaliações

    O bar ocupa uma portentosa construção de três andares, cheia de janelões e com um aprazível terraço no topo, de onde se tem vista panorâmica para aquele pedaço da cidade. A moçada aprumada que aparece por ali, tanto casais como grupos de amigos mais animadinhos, se esparrama por mesas e confortáveis sofás, onde se posta a bebericar chope Karavelle (R$ 9,50 o pilsen). Dessa mesma microcervejaria de Indaiatuba vêm também versões engarrafadas, caso da refrescante cerveja weiss (R$ 18,00) e da red ale, mais encorpada (R$ 18,00). O atendimento é um tanto vacilante, mas a cozinha faz sua parte e entrega um bom hambúrguer acrescido de queijo brie e presunto cru (R$ 34,00) mais batata frita à parte. Grupos maiores vão de porções, como a de lula à dorée (R$ 35,00). 

    Preços checados em 27 de julho de 2016.

    Saiba mais
  • Botecos

    Bar da Dida

    Rua Melo Alves, 98, Jardim Paulista

    Tel: (11) 3088 7177

    VejaSP
    2 avaliações

    Por mais que a dona, a ex-produtora de teatro Adriana Oddi, não fique todo tempo ali, as coisas funcionam. Nas mesas espalhadas pelo estacionamento do imóvel vizinho, o pessoal descolado, o que inclui alguns grupos gays, compartilha garrafas de cerveja (Original, R$ 12,00). Caipirinhas, entre elas a de lima-da-pérsia, também são escaladas (R$ 22,00). Montado na ciabatta, o tostex de peito de peru, queijo brie e geleia de pimenta sai a R$ 29,00.

    Preços checados em setembro/outubro de 2016.

    Saiba mais
  • Chope e cerveja

    Manguinha

    Rua Graúna, 87, Moema

    50 avaliações
  • Bares variados

    Mundial

    Rua Girassol, 354, Vila Madalena

    3 avaliações

Fonte: VEJA SÃO PAULO