Aviação

Empresário paulista fica nove horas preso em avião no deserto

Por problemas no aeroporto de Abu Dabi, voo que vinha de Shangai parou em Al Ain

Por: Redação VEJASAOPAULO.COM - Atualizado em

josmar verillo
Empresário tirou uma foto da porta do avião, único local onde passageiros podiam ficar (Foto: Reprodução / Facebook)

Um empresário paulista ficou preso dentro de um avião nos Emirados Árabes Unidos na madrugada desta quinta-feira (6) depois de problemas no aeroporto de Abu Dabi. Josmar Verillo informou que ele e os outros passageiros do voo EY687 da companhia Etihad Airways, que ia de Shangai, na China, para a capital saudita ficaram por nove horas dentro da aeronave.

+ Aeroporto de Cumbica é considerado o pior do Brasil 

Em uma postagem nas redes sociais, feita por volta das 6 horas, o empresário dizia que aparentemente eles estavam esperando uma nova tripulação. "Descemos em uma cidade chamada Al Ain no meio do deserto e estamos há 6 horas dentro do avião, sem comida, com os banheiros em estado miserável e não tem previsão de saída", escreveu Verillo. Duas horas depois, o empresário publicou uma foto na porta da aeronave, único local que os passageiros puderam chegar.

+ Carro de luxo bate em semáforo no Largo do Arouche

Já em Abu Dabi, Verillo contou em entrevista à Rádio Estadão que ficou nove horas sem comida dentro da aeronave. "Era um voo de 15 minutos, mas a tripulação dizia que já estavam há muito tempo dentro do avião e que não podiam operá-lo. As condições estavam insustentáveis. Tivemos de aguentar todo esse período e agora em Abu Dabi a situação também está caótica."

Pelo Facebook, a empresa aérea informou que todos os voos que se dirigiam para Abu Dabi nessa manhã foram para outros aeroportos por causa de problemas técnicos no aeroporto e que equipes operacionais estavam sendo transferidas pela estrada.

Fonte: VEJA SÃO PAULO