Paulistana Nota Dez

Empresária cria portal para receber doações a famílias carentes

Majoy Antabi ajuda mulheres com filhos múltiplos

Por: Carolina Romanini - Atualizado em

Majoy Antabi
"Gosto de pensar que atraio pessoas interessadas em multiplicar o bem", diz Majoy Antabi (Foto: Fernando Moraes)

Nome: Majoy Antabi | Profissão: empresária | Atitude transformadora: criou um portal que recebe e redistribui doações a famílias carentes com filhos múltiplos

Em 2002, após um único procedimento de fertilização in vitro, a empresária Majoy Antabi, de 41 anos, deu à luz três crianças: Maia, Laila e Henri. Mãe de primeira viagem, procurou a ajuda de outras mulheres na mesma situação para trocar ideias sobre como criar os bebês. “Vi que, assim como eu, muitas buscavam esse tipo de informação”, conta. Foi quando resolveu montar um site para compartilhar as suas experiências no assunto. O Portal Múltiplos entrou no ar em abril de 2003.

+ Projeto distribui bolsas a estudantes no ensino médio

Depois de um tempo, o canal passou a receber muitos pedidos de auxílio de famílias pobres com filhos múltiplos. Elas procuravam Majoy para bancar os custos com a compra de itens como fraldas, carrinhos, roupas e até leite. “Ficava tão comovida com isso que, um dia, comprei algumas latas de leite para distribuir. Na época, meu marido disse: ‘Quando você doar a primeira, isso não vai parar mais’.”

+ Médicos com tempo livre atendem pacientes carentes

A profecia se cumpriu e deu origem a uma rede de solidariedade. Para não ter de continuar tirando dinheiro do próprio bolso, Majoy recorreu à teia de contatos do portal. “As mães nos cediam itens usados, e eu os repassava”, lembra. “Funciona assim até hoje.” Para arrecadar dinheiro, a empresária chegou a criar uma linha de camisetas com frases divertidas sobre gêmeos, que eram vendidas no site. Elas custavam em média 25 reais cada uma, e todo o valor amealhado com o negócio foi transformado em doações.

+ Eduardo Lyra: da favela ao Fórum Econômico Mundial

Nesses mais de dez anos de atividade, Majoy calcula ter ajudado cerca de 1 000 famílias. Nos últimos tempos, passou também a organizar bazares para reverter a renda em produtos. Somente um desses eventos captou cerca de 19 000 reais no ano passado. “Cheguei a comprar uma máquina de lavar para uma mãe de gêmeos desempregada”, recorda. Por dia, Majoy recebe cerca de oito pedidos de ajuda e se desdobra para atender a maioria deles. “Gosto de pensar que atraio pessoas interessadas em mutiplicar o bem”, afirma.

Fonte: VEJA SÃO PAULO