Entrevista

Eliana Tranchesi: “Só penso no futuro”

Ex-dona da Daslu, butique de luxo vendida ontem por 65 milhões de reais, fala com exclusividade a VEJA SÃO PAULO

Por: Alvaro Leme - Atualizado em

Eliana Tranchesi - Daslu
Eliana: uma das lojas e a marca Daslu agora pertencem ao fundo Leap Investments (Foto: Getty Images)

Sinônimo de luxo para os paulistanos, a megabutique Daslu tem novos donos desde ontem. Deixou as mãos da fundadora, Eliana Tranchesi, e passou a ser controlada pelo fundo Laep Investments, do empresário Marcus Elias.

Elias comprou de credores da Daslu 44 milhões de reais em “dívidas” e vai injetar na empresa outros 21 milhões, chegando a 65 milhões de reais.

Pelo acordo, Eliana ficará com uma das duas lojas, que hoje funciona no Shopping Cidade Jardim e na Vila Olímpia — este segundo endereço mudará para o futuro JK Iguatemi, centro de compras prometido para setembro. A pendência com a Receita Federal, estimada em 500 milhões de reais permanece com a agora ex-dona da megabutique.

A Leap ficará com uma das lojas, além do bem mais valioso do pacote: a marca Daslu.

A seguir, a primeira entrevista de Eliana Tranchesi após a venda.

Veja São Paulo — Qual foi a primeira coisa que pensou hoje quando abriu os olhos de manhã? Eliana Tranchesi — Acordei pensando no futuro, o que não é um exercício novo para mim. Só penso nisso. Sou muito otimista e alegre, com minha cabeça sempre ligada em crescimento e novas oportunidades.

Veja São Paulo — Sentiu-se aliviada? Eliana Tranchesi — Fiquei contente. A Daslu é uma marca muito bacana, querida pelas brasileiras. Acho importante termos conseguido garantir uma continuidade.

Veja São Paulo — Você vai ficar com uma das lojas Daslu. A do futuro JK Iguatemi, pelo que se especula. Ela inaugura junto com o shopping? Eliana Tranchesi — Sim, porque é uma das âncoras. Mas ainda não foi definido com qual loja ficarei. Isso só vai ser decidido mais para a frente.

Veja São Paulo — E de saúde, como você está? O câncer já é passado? Eliana Tranchesi — Graças a Deus! Ainda faço todo o acompanhamento médico, mas estou passando superbem. Tanto que vou para Paris na semana que vem.

Veja São Paulo — Para os desfiles de moda? Eliana Tranchesi — É. As meninas da Daslu estão lá já. Vou na quarta e fico uma semana. Vou ver as tendências das próximas estações. Mas não posso mais responder perguntas. Vamos enviar um comunicado para a imprensa em breve, com mais detalhes sobre a venda.

 

 

Fonte: VEJA SÃO PAULO