Eleições

Como o estado pode ajudar a recuperar o centro?

Confira as respostas de Geraldo Alckmin (PSDB), Paulo Skaf (PMDB) e Alexandre Padilha (PT) para a pergunta do arquiteto Ruy Ohtake sobre habitação

Por: Sérgio Ruiz Luz, Mauricio Xavier e Alexandre Nobeschi

Centro
Vista geral do centro: região degradada após anos de abandono (Foto: Leticia Moreira/Folhapress)

Geraldo Alckmin: Acabamos de anunciar um plano inovador de urbanização em parceria com os governos municipal e federal. Trata-se de um PPP do centro, um investimento que prevê a criação de 20 000 unidades habitacionais no centro e a requalificação urbana da área, compreendendo equipamentos públicos, obras em infraestrutura, áreas de comércio e serviços e manutenção predial. A ideia é aproximar a moradia do emprego e dos eixos de transporte, contribuindo para reduzir o tempo de deslocamento dos trabalhadores.

Paulo Skaf: É preciso resgatar a história, pois o novo nasce do antigo. E nossa história está no centro. Então o governo deve estar bem próximo nesse processo de recuperação. É preciso ocupar a região, estimualar o surgimento de bons restaurantes, restaurar aqueles prédios. Trata-se de uma área com localização estratégica e infraestrutura. Mas tem que pensar no todo, não adianta recuperar um pedaço e deixar outro largado.

Alexandre Padilha: Sou morador do centro da cidade, uma região que eu aprecio muito. Defendo a revitalização completa do centro da cidade de São Paulo com recuperação de programas habitacionais. Vamos trazer a sede do governo do estado para o centro, como um gesto de defesa dessa região. 

Fonte: VEJA SÃO PAULO