Acidente

Pilotos de aeronave de Eduardo Campos não tinham formação adequada

Investigação diz que os profissionais precisavam ter habilitações complementares para guiar nave que levava o político, acidentada em Santos em agosto do ano passado

Por: Veja São Paulo - Atualizado em

  • Voltar ao início

    Compartilhe essa matéria:

  • Todas as imagens da galeria:

Em coletiva de imprensa na tarde de hoje, segunda (26), o Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa) afirmou que o piloto e o copiloto do jato que transportava o ex-governador de Pernambuco e candidato à presidência Eduardo Campos não tinham a formação adequada para guiar a aeronave.

+ “O avião com Eduardo Campos caiu no meu quintal”

Era preciso que eles houvessem feito cursos complementares para guiar aquele modelo de nave em específico, o Cessna 560XL. O acidente ocorrido em agosto do ano passado em Santos matou o político e mais seis pessoas. Relatou-se também que não houve falhas mecânicas, incêndio antes da queda ou colisões em voo.

Entretanto, não é possível ainda afirmar se a situação foi causada por falha humana. Agora, a investigação da Aeronáutica seguirá analisando os dados coletados a fim de identificar causas para a prevenção de futuras ocorrências e não apontar culpados.

Acidente - Eduardo Campos
Casa em Santos atingida pelo avião Cessna que leva Eduardo Campos e outras seis pessoas (Foto: Reprodução)

Fonte: VEJA SÃO PAULO