Teatro

Peça inspirada no caso Isabella Nardoni é cancelada

Edifício London, da Cia. Os Satyros, prevista para estrear neste sábado (2), foi suspensa por ordem da Justiça; grupo vai recorrer

Por: Bruno Machado - Atualizado em

Edifício London
Cena de 'Edificio London': cancelamento e processo sob segredo de justiça (Foto: Divulgação)

Edifício London, nova montagem da Cia. Os Satyros, cuja estreia estava prevista para hoje (2) às 23h59 foi cancelada pela 6ª Câmara de Direito Privado do Tribunal de Justiça de São Paulo. A decisão é do desembargador Dr. Fortes Barbosa. A informação foi divulgada pelo próprio grupo teatral em seu site no fim da noite desta sexta (1º/3). A ação foi movida pelos advogados de Ana Carolina Oliveira, mãe de Isabella Nardoni, morta em 2008 no condomínio que dá nome à peça.

+ Mais sobre teatro

Ainda segundo a nota divulgada pela companhia teatral, o espetáculo, de autoria de Lucas Arantes, "teve como ponto de partida e inspiração as peças teatrais Macbeth, de William Shakespeare, Medeia, de Eurípedes, e a morte da menina que abalou o país e ficou conhecido como Caso Isabella. Procurado pela reportagem, o advogado do grupo teatral, Dinovan Oliveira, disse ainda não ter conhecimento sobre a decisão ou sobre o processo, que corre em segredo de justiça.

Quanto à decisão, Os Satyros promete recorrer. O comunicado oficial ainda afirma que "serão adotadas todas as medidas necessárias para fazer valer o que prescreve o inciso IX, do artigo 5º, da Constituição Federal Brasileira, que diz, de forma clara e precisa, que 'é livre a expressão da atividade intelectual, artística, científica e de comunicação, independentemente de censura ou licença'".

Em 2008, o assassinato de Isabella Nardoni, de 5 anos, abalou a opinião pública. Após uma série de maus-tratos, a criança foi arremessada da janela do sexto andar de um edifício na Vila Guilherme. A morte foi atribuída a Alexandre Nardoni e Anna Carolina Jatobá, pai e madrasta de Isabella. Ambos foram julgados e condenados.

 

 

Fonte: VEJA SÃO PAULO