Internacional

Estados Unidos confirmam segundo caso de transmissão do ebola no país

O paciente é mais um funcionário do Hospital Presbiteriano de Dallas que ajudou no atendimento ao missionário liberiano que morreu

Por: VEJA SÃO PAULO

Hospital Dallas
O paciente está em uma área isolada no Hospital Presbiteriano de Dallas (Foto: Repr)

As autoridades dos Estados Unidos confirmaram nesta quarta-feira (15) o segundo caso de transmissão do ebola no país. O infectado é mais um funcionário do Hospital Presbiteriano de Dallas que ajudou no atendimento ao missionário liberiano Thomas Eric Duncan, que morreu.

+ Risco de epidemia de ebola no país é quase nulo, diz diretor do Emílio Ribas

Em comunicado, o Centro de Controle e Prevenção de Doenças dos Estados Unidos (CDC, na sigla em inglês) informou que o paciente foi isolado em uma área do hospital após apresentar febre alta. Após o resultado positivo apresentado pelo primeiro teste, outro exame foi realizado.

+ Após confirmar primeiro caso de ebola, Casa Branca pede calma à população

Ainda de acordo com o comunicado das autoridades sanitárias, o funcionário já foi entrevistado para identificar outras pessoas que possam ter tido o contato com ele, ficando assim expostas ao vírus.

+ Americana de 29 anos com câncer terminal escolhe dia para morrer

O primeiro caso de transmissão do ebola nos Estados Unidos foi confirmado no último domingo (12). Após auxiliar no atendimento ao missionário Thomas Eric Duncan, a enfermeira Nina Pham teve febre na última sexta-feira (10). Ela também foi isolada assim que apresentou os sintomas da doença.

+ Segundo exame em paciente no Brasil com suspeita de ebola dá negativo

As autoridades dos Estados Unidos informaram que Nina usou no Hospital Presbiteriano de Dallas os equipamentos de segurança durante o atendimento a Duncan, que morreu na última semana.

O ebola já matou mais de 4 000 pessoas desde março, segundo a Organização Mundial de Saúde.

Fonte: VEJA SÃO PAULO