Paulistanas Nota Dez

Dupla acolhe e encontra lar para animais abandonados

Adriana Pereira e Danielle Souza somam 300 casos de bichinhos que ganharam endereço fixo

Por: Luan Flavio Freires - Atualizado em

Paulistanas Nota Dez - edicao 2363
"Não tem preço ver um bichinho que era doente ganhar uma casa com comida e carinho" - Daniele Souza (à dir.) (Foto: Fernando Moraes)

Ao chegar em uma empresa no bairro de Perus, na Zona Norte, o visitante é recebido por cachorros abanando o rabo e gatinhos se entrelaçando entre suas pernas. Pela escada, sobre os móveis e até em cima de uma carreta, eles esperam por um dono. O local pertence a Adriana Pereira, de 35 anos, que se associou em outubro de 2013 a Danielle Souza, 23, sua auxiliar administrativa, no projeto Ajude os Animais de Perus, criado um ano antes. Por meio de uma página no Facebook,  é possível adotar os peludos tirados das ruas. “Eu convivia com muitos pets na infância, na casa da minha avó, e fico aflita ao ver os que estão abandonados por aí”, diz Danielle.

Antes de serem apresentados na rede social, os bichinhos são alimentados, castrados, vacinados e fotografados (frequentemente com roupas bonitinhas). Ficam na empresa até algum internauta os requisitar. Quando isso acontece, é feita uma entrevista a fim de detectar se o interesse pode ser só fogo de palha. Elas contabilizam que 300 animais (incluindo um coelho) ganharam endereço fixo. Manter o trabalho não é fácil. Mensalmente, são 60 quilos de ração. Com remédios e outros cuidados, a conta chegou a atingir 5 000 reais, saídos do bolso das duas, que não pensam em transformar o serviço em ONG. O que mais pesa são as castrações, ao preço de 80 a 150 reais. Isso porque no Centro de Zoonoses, da prefeitura, cada residência paulistana pode solicitar a cirurgia para um limite de dez animais. “Esgotamos não só nossa cota, mas a dos amigos e dos vizinhos”, lamenta Adriana.

+ Leia mais sobre bichos

O apoio virtual tem crescido. São mais de 7 200 fãs no Facebook. No plano físico, a maior parte dos seguidores é de quatro patas. “Muitos vão à porta da empresa para receber comida”, descreve Danielle. É comum também abandonarem caixas com filhotes nos endereços da dupla. “As pessoas deixam seus pets para trás sem dó”, reclama a auxiliar administrativa. “Mas não tem preço ver um bichinho que era doente ganhar uma casa com comida e carinho”, conclui.

Nome: Adriana Pereira e Danielle Souza

Profissões: empresária e auxiliar administrativa

Realidade que transformaram: conseguiram lar para cerca de 300 animais abandonados nas ruas de Perus

Fonte: VEJA SÃO PAULO