Teatro

Dupla Le Plat du Jour estreia duas peças infantis no mesmo fim de semana

As apresentações são um prato cheio para a garotada

Por: Luiz Fukushiro - Atualizado em

No palco ou em um bate-papo corriqueiro, a dupla da companhia Le Plat du Jour é pura comédia. Na hora de falar de teatro, no entanto, Carla Candiotto, de 45 anos, e Alexandra Golik, 44, mudam a expressão. "Qualquer peça é difícil de fazer, seja adulta, seja infantil", diz Alexandra. Atualmente, as duas ensaiam Pinóquio e Alice no País das Maravilhas, que estreiam no próximo fim de semana. Conhecidas por atuar sempre juntas, elas aceitaram o desafio de dirigir duas peças ao mesmo tempo. "Não foi de propósito", conta Carla. "Mas a coincidência acabou sendo algo muito feliz." Com cinco espetáculos infantis e três para adultos no repertório, elas dirigiram sua primeira peça juntas há dois anos. Em João e Maria, as atrizes Bebel Ribeiro e Luna Martinelli se revezavam nos diversos papéis da trama. Agora, as diretoras comandam três atrizes em Alice e seis atores em Pinóquio.

Carla e Alexandra se conheceram em Paris, em 1992, quando estudavam na escola de teatro do ator e dramaturgo Philippe Gaulier. Ainda na França, encenaram juntas uma peça e conceberam outra, que cumpriria temporada no Brasil, As Filhas de Lear. Somente em 1999 surgiu o primeiro infantil, Chapeuzinho Vermelho. Quase sempre fazendo adaptações de clássicos, elas recorrem ao teatro físico, técnica que abusa da mímica na interpretação. "Recriar um texto conhecido é provocar", afirma Alexandra. "O público primeiro tem contato com o que já conhece e aos poucos vai reparando no que colocamos de novidade." Depois das estreias, Alexandra pretende inaugurar seu teatro, o Viradalata, nas Perdizes. É um projeto-solo, sem sua companheira de palco. Um espetáculo adulto da Le Plat du Jour deve inaugurar o espaço, ainda neste ano. "Mas primeiro precisamos descansar um pouco", diz Carla. "Não paramos desde que montamos nossa primeira peça para crianças."

Fonte: VEJA SÃO PAULO