Mistérios da Cidade

Comparamos as coxinhas mais famosas da Zona Norte

Enquanto a supercoxinha da Panetteria ZN, no Imirim, pesa cerca de 1 quilo, o salgado tamanho míni do Frangó, na Freguesia do Ó, tem 50 gramas

Por: Saulo Yassuda

Coxinha do Frangó e coxinha da Panetteria ZN
As minicoxinhas do Frangó ( àesq.) e a supercoxinha da Panetteria ZN (Foto: Arte VEJA SÃO PAULO)

A Panetteria ZN, no Imirim, ganhou fama na semana passada ao lançar o desafio da supercoxinha. No caso, o cliente que conseguir comer o cone de 1,1 quilo em um prazo de até dez minutos está isento de pagar os 32,90 reais que constam no cardápio. Até o momento, o recorde é de três minutos e um segundo, estabelecido pelo estudante Erick Alves.

 

Bojuda e pesada, ela contrasta com outro famoso exemplar da Zona Norte, a minicoxinha do bar Frangó, na Freguesia do Ó, que vem à mesa em porções de dez unidades e faz sucesso há mais de vinte anos. Ao lado, a comparação entre as medidas dos dois “petiscos”.

Panetteria ZN - supercoxinha
Panetteria ZN: supercoxinha de 1 quilo (Foto: Mariana Oliveira)

PANETTERIA ZN

  • Altura: 15 centímetros
  • Peso: 1,1 quilo
  • Circunferência: 18 centímetros
  • Calorias: 2 768
  • Preço: 32,90 reais

FRANGÓ

  • Altura: 6 centímetros
  • Peso: 50 gramas
  • Circunferência: 4 centímetros
  • Calorias: 141 
  • Preço: 28 reais (dez unidades)

Fonte: VEJA SÃO PAULO