Bares

Dez drinques para se refrescar no calorão

Confira as apostas de bares paulistanos para o verão

Por: Veja São Paulo - Atualizado em

  • Voltar ao início

    Compartilhe essa matéria:

  • Todas as imagens da galeria:

Se você precisa de alguma justificativa para beber um drinque, aí vai uma das boas: o verão está quase aí. Para refrescar os dias de calor (e secos, em se tratando de São Paulo), listamos abaixo dez opções de coquetéis que prometem bombar na estação. 

+ Onde degustar vários chopes de uma vez só

Barê: no badalado endereço dos Jardins, o expert Rafael Pizanti chacoalha novas misturas para o calor. Uma delas é a sunset (R$ 28,00), de vodca aromatizada com coco, sucos cítricos, abacaxi e amaretto.

Brasserie des Arts: bar-restaurante para quem adora ver e ser visto. Enquanto troca olhares, beberique o catedral (R$ 29,00), que leva bourbon, maple syrup, limão-siciliano, gengibre, licor de cereja e club soda. Fica refrescante e com a textura ligeiramente aveludada. 

Brasserie Des Arts
Catedral: o drinque, dedicado ao Canadá, é do Brasserie des Arts (Foto: Henrique Peron)

Brexó Bar e Cozinha: é o novo point arrumadinho do Itaim. Ali é possível tomar o rei da praia (R$ 28,00), que tem a cara do verão. A mistura de vodca aromatizada com manga, suco de tangerina e manjericão (veja a receita aqui) chega servido em um baldinho de areia enfeitado por um guarda-sol de papel

Casa Café: o endereço se mostra uma boa opção para quem quer beber um drinque em ambiente informal. O mamacita (R$ 27,00; veja receita aqui) leva vodca de pera, chá de camomila, limão-siciliano e água tônica. É servida em uma taça cheia de gelo e refresca bem a garganta.

Isola: é o bar com a melhor carta de drinques da cidade, vencedora do prêmio no último COMER & BEBER. A mais recente carta do barman Spencer Jr. traz um drinque bem refrescante, à moda tiki. O tormenta perfecta (R$ 39,00) leva rum, conhaque, mel, pólen, sucos cítricos e ginger beer.

NOH
O barbecue cocktail: para comer e beber, do NOH (Foto: Divulgação)

Jet Lag Pub: animado endereço com a temática da aviação. Garçonetes vestidas de aeromoça servem o drinque japão (R$ 29,50), com saquê, xarope de amêndoa, limão-siciliano, melão e wassabi.

La Maison est Tombée: os drinques com vinho rosé são bons refrescos para o calorão. O la belle de jour (R$ 26,00) leva vinho rosé, frutas (laranja, morango e maçã verde), licores de umeboshi e framboesa mais espumante. 

Popeye 85th do The Sailor
O coquetel popeye 85th: no The Sailor (Foto: MaríliaJacobson)

NOH: em setembro, a casa reformulou a carta com dezessete novas receitas. Uma delas é o performático barbecue cocktail, um drinque para comer e beber ao mesmo tempo. Uma vasilha repleta de fumaça de gelo seco chega à mesa com uma grelha de metal encaixada. Nela, enfileiram-se triângulos de abacaxi embebidos em cachaça. As sobras do sumo misturado ao destilado vêm servidas em shots, com um pouco de licor francês Yellow Chartreuse. Vá alternando mordiscadas e goles. A receita custa R$ 42,00 e dá para duas pessoas. 

SubAstor: com clima de balada, o bar fica no subsolo do Astor. O barman Fabio La Pietra prepara, em sua nova carta, o normandie (R$ 27,00), que junta calvados, carambola, xarope de abacaxi, hortelã e espumante.

The Sailor: quer encontrar alguém para chamar de seu? O lugar é aqui. Para diminuir a timidez (e o calor), peça o popeye 85th (R$ 29,50; veja receita aqui), de vodca, licor e suco de maçã verde, xarope de gengibre, limão-siciliano e capim-santo.  

Fonte: VEJA SÃO PAULO