50 Bares

Drinques leves e bem gelados são as apostas dos barmen para o verão

Misturas refrescantes

Por: Fabio Wright - Atualizado em

subastorgrapefruit_2146
O grapefruit julep (R$ 31,00): novidade do SubAstor (Foto: Mauro Holanda)

Na estação mais quente do ano, os melhores barmen da cidade sempre lançam novidades refrescantes para aplacar o calor. Coquetéis com ingredientes inusitados e bastante gelo ou releituras de clássicos estão entre as criações. Comandante do balcão do estiloso MYNY Bar (Rua Pedroso Alvarenga, 1285, Itaim Bibi, ☎ 3071-1166), que reabre na segunda (4), Marcelo Serrano inventou cinco drinques de olho no verão. Adocicado na medida, o jamaican punch (R$ 25,00) promete fazer sucesso. Servido num copo cheio de gelo picado, mistura rum jamaicano, suco de abacaxi, licor de ervas francês Chartreuse Verde e gotas de angostura. De sabor mais cítrico, mas igualmente equilibrado, o napoleão (R$ 28,00) leva a assinatura de Luís Claudio Simões, atual campeão brasileiro de coquetelaria e titular do elegante The Blue Bar (Rua Gumercindo Saraiva, 289, Itaim Bibi, ☎ 3037-7302/7352), que reabre no dia 12 de janeiro. Entram na composição rum cubano, uva itália, xarope de tangerina, folhas de salsinha e água com gás francesa Perrier.

Outro templo dos coquetéis, o SubAstor (Rua Delfi na, 163, Vila Madalena, ☎ 3815-1364) anexou ao cardápio dez novas receitas. Elas são executadas por Pereira, eleito o barman de 2009 na edição “Comer & Beber” de VEJA SÃO PAULO. Uma das dicas, o grapefruit julep (R$ 31,00) é preparado com a vodca holandesa Ketel One, sucos de grapefruit e de limão-taiti, grenadine, mel e hortelã. No boteco Veloso (Rua Conceição Veloso, 56, Vila Mariana, ☎ 5572-0254), que reabre na terça (5), o barman Souza aposta suas fi chas no mojito tropical. Sua versão inclui rum, hortelã, açúcar, suco de limão, água gaseifi cada e, o diferencial, polpa natural de maracujá com sementes. Custa R$ 14,00 com rum nacional e R$ 17,00 com o cubano Havana Club.

Fonte: VEJA SÃO PAULO