Pesos-pesados

Onde comer quando bate aquela fome gigaaaante

Veja doze endereços, entre lanchonetes, pizzaria e até uma sorveteria, para se esbaldar

Por: Sophia Braun - Atualizado em

Applebee's - hambúrguer
O cowboy, do Applebee's: “apenas” um hambúrguer mais cheddar, cebola empanada crocante, molho barbecue e bacon (Foto: Divulgação)

Alaska: nascida no início do século passado, esta sorveteria só fecha as portas de madrugada, às sextas e aos sábados. Distribuídos em cubas metálicas, os sorvetes de massa compacta ganham 32 sabores (R$ 8,00 o copinho). Prepara ainda sobremesas que são verdadeiras refeições geladas. Suficiente para até oito pessoas, o gigante alaska (R$ 83,00) reúne quatro bolas de sorvete, duas cassatas, pêssegos em calda, chantili, biscoitos, coberturas e cerejas para enfeitar.

Applebee’s: prepara gigantescos hambúrgueres, caso do big apple (R$ 38,90) com dois bifões de 200 gramas, queijo cheddar, quatro fatias de bacon, cebola-roxa, alface, tomate e picles.  Menor, porém ainda intimidante, o cowboy tem "apenas" um hambúrguer mais cheddar, cebola empanada crocante, molho barbecue e bacon (R$ 35,90). Todos acompanham fritas.

Bar do Mané
Bar do Mané: conquistou a fama com seu generoso sanduíche de mortadela (Foto: Gustavo Lorenção)

Bar do Mané: tornou-se uma espécie de ponto turístico do Mercado Municipal. O folclórico sanduíche de mortadela no pão francês (R$ 11,00) que deu fama à banca nem sempre foi tão grandalhão. Ao longo de quase oitenta anos, a quantidade de recheio cresceu: foi de duas ou três fatias para fartos 250 gramas. Em dias de maior movimento, chegam a ser vendidas cerca de 800 unidades do sanduba.

Dizzy: começou em 1969, na Vila Maria, com apenas oito lugares. Há dois anos, passou por uma reforma e, em abril, ganhou uma filial na movimentada Avenida Brás Leme. As melhores pedidas são os sanduíches clássicos e um tanto grandalhões. Desafie o apetite com o gigante dizzy “um pouco de tudo” (R$ 24,00), composto de tomate, alface, presunto, queijo prato, ovo, bacon, maionese e — ufa! — vinagrete.

Dizzy - hambúrguer
Dizzy: hambúrguer 'um pouco de tudo' (Foto: Fernando Moraes)

Hocca Bar: se quiser provar o famoso pastel de bacalhau (R$ 14,00) do Mercadão, vá a uma das três unidades do Hocca que existem ali. A massa frita e fartamente recheada do pescado nasceu pelas mãos da portuguesa Maria de Deus Ferreira, mulher do fundador, Horácio Gabriel, no fim dos anos 1970. Desenvolvida pela segunda geração da família, a versão de camarão temperado ao creme de queijos também faz sucesso.

Marques Hambúrguer: é um dos points da Zona Norte. Apesar do ambiente simples, a clientela chega a enfrentar fila de espera para saborear os sanduíches clássicos. Se o apetite for grande, fique com uma das três receitas de beirute gigante, suficientes para até quatro pessoas. A chamada de à moda (R$ 60,00) combina filé-mignon, presunto, queijo, ovo, bacon, alface, tomate e maionese.

Hocca Bar
Hocca Bar: o mais famoso pastel de bacalhau do Mercadão (Foto: Divulgação)

Pastel Croc: os pastelões de 30 centímetros podem ganhar 46 tipos de recheio, na massa comum ou integral. Sabores criativos disputam a preferência da clientela com os tradicionais de queijo (R$ 9,90), pizza (R$ 10,50) e carne (R$ 10,90). É o caso da nova receita de carne-seca desfiada mais queijo de coalho e azeitona (R$ 17,80). Um detalhe: todas as opções são montadas e fritas na hora.

Paxtel 9: começou como uma filial do Pastel do Trevo de Bertioga, mas se tornou um negócio independente. Os pastéis de 30 centímetros e massa grossinha crocante são o principal atrativo. Além dos recheios básicos, entre eles queijo (R$ 8,70) e palmito (R$ 16,00), elabora combinações mais ousadas. O maior exemplo é o de hot-dog (R$ 8,70), com direito a salsicha, purê e batata palha. Novidade no cardápio, o de carne-louca (R$ 13,00) mostra-se úmido e bem temperado.

Road Burger
Road Burger: o lanche harley-davidson com hambúrguer de picanha, queijo cheddar, salada e maionese (Foto: Divulgação)

Pizza Hut: de segunda e quarta feira, propõe rodízio de pizzas e entradas a R$ 24,90 por pessoa. Os funcionários circulam pelo salão com discos de pepperoni, marguerita, calabresa, mussarela, entre outros sabores montados na massa mais grossa.

Road Burger: a bomba de combustível na entrada e a moto pendurada no teto evocam um posto de parada antigo à beira de uma estrada do Texas. Grandalhões, os lanches seguem a mesma temática. Montado no pão português, o jawa (R$ 29,90) leva costelinhas suínas desossadas ao molho barbecue levemente picante. Boa notícia para os viajantes famintos, todos os sanduíches vêm com um acompanhamento, como a batata assada coberta por catupiry, alho e bacon.

Status Burguer 2232
Status Burguer: cheese salada bacon no pão semi-italiano (Foto: Mario Rodrigues)

Status Burguer: deixe a preocupação com a balança do lado de fora antes de atravessar a porta de entrada desta lanchonete de estilo retrô. Os lanches grandalhões fazem a linha junkie, a começar pela porção de batata frita coberta por bacon e queijos cheddar e prato (R$ 20,50 a inteira; R$ 14,35 a meia). Recém-introduzida ao cardápio, a cebola gigante empanada (R$ 32,00) vem acompanhada de molho apimentado. Entre os hambúrgueres, aparecem pedidas como o new york (R$ 20,50), com cebola frita e molho barbecue.

Well’s: se optar por um sanduíche, é melhor estar com bastante fome. Pedidas como o big well’s (R$ 24,90), que leva um bifão de 320 gramas coberto por queijo cheddar mais quatro fatias de bacon, salada, cebola e maionese, são a regra do cardápio. Entre as, digamos, opções mais contidas está o melt burger (R$ 22,90), temperado com cebola ao shoyu. O hambúrguer de 160 gramas chega quase banhado em cheddar derretido.

Fonte: VEJA SÃO PAULO