CRIMINALIDADE

Dono do carro que matou mulher na Zona Norte se entrega à polícia

Jéssica Bueno da Silva, de 22 anos, ficou presa ao pára-brisa de veículo e foi arrastada por 200 metros; motorista e acompanhantes fugiram a pé sem prestar socorro

Por: Redação VEJA SÃO PAULO.COM

Atropelamento Zona Norte - 20 Novembro 2013
(Foto: Reprodução TV Globo)

O proprietário do carro que atropelou e matou Jèssica Bueno da Silva, de 22 anos, na madrugada da última quarta, na Zona Norte, se entregou no final da tarde desta quinta (21) no 7º DP, que investiga o caso. 

Acompanhado de seu advogado, Wagner Fraga Ferreira, de 28 anos, que é comerciante da área da construção civil na Vila Brasilândia, prestará depoimento sobre o acidente que ocorreu na madrugada na Avenida General Edgar Facó, próximo à ponte do Piqueri.

Jéssica Bueno da Silva, de 22 anos,morreu após ter sido atropelada por um carro Fiat Stilo registrado no nome dele, que estava foragido. De acordo com testemunhas, o veículo que atingiu a moça participava de um racha. O motorista e outros dois passageiros fugiram a pé após o acidente.

Segundo o boletim de ocorrência, policiais teriam entrado em contato com os familiares de Ferreira. Alguns parentes informaram que ele estava muito abalado com o ocorrido e se apresentaria no 7º DP.

Segundo relatos, Jéssica atravessava a avenida pouco depois da meia-noite quando foi atingida pelo carro que vinha em alta velocidade. Ela ficou presa ao pára-brisa do automóvel e teve seu corpo arrastado por cerca de 200 metros até a ponte do Piqueri, que leva à Avenida Ermano Marchetti, na Lapa.

Amigos e parentes revelaram que Jéssica ia à uma festa comemorar o novo emprego, onde começaria nesta quinta-feira (21), após seis meses desempregada. Jéssica estava noiva e deixa uma filha de seis anos.

Fonte: VEJA SÃO PAULO