Polícia

Dois homens foram presos na Campus Party na tarde de sábado (1º)

Suspeitos de espalhar conteúdo de pornografia infantil foram denunciados por frequentadores do encontro, que viram o material impróprio nos computadores

Por: Redação VEJASAOPAULO.COM - Atualizado em

Dois homens foram presos em flagrante, suspeitos de espalhar conteúdo de pornografia infantil, na tarde de ontem (1º), na Campus Party, encontro de tecnologia que reúne 7 000 pessoas até hoje (2), no Anhembi.

H.L.M, de 26 anos, e L.B.S, de 30 anos, estão detidos provisoriamente na Delegacia Especializada em Atendimento ao Turista (Deatur), no Anhembi. Eles serão encaminhados ao Centro de Detenção Provisória (CDP), de Pinheiros, nesta segunda (3), após exames no Instituto Médico Legal (IML).

De acordo com a polícia, participantes do evento notaram o material impróprio nos computadores dos rapazes e fizeram a denúncia à organziação do evento. Depois de rastrear os equipamentos, a polícia decretou voz de prisão. Os computadores foram apreendidos para investigação. 

Eles deverão responder na Justiça pelo crime de distribuição de material pornográfico infantil, previsto no Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA). Em nota, a organização ca Campus Party informou que monitora todo o sistema de internet fornecido e "condena qualquer tipo de ato ilícito, além de colaborar com as autoridades para qualquer ilegalidade dentro da rede seja combatida."

Fonte: VEJA SÃO PAULO