Inéditos

CineSesc exibe 10 documentários do Festival do Rio

Seleção inclui longas-metragens aguardados sobre Michael Jackson, Steve Jobs, Roman Polanski e Ai Weiwei

Por: Redação VEJINHA.COM - Atualizado em

Michael Jackson - Bad 25
Em 'Michael Jackson - Bad 25', que estreou no Festival de Veneza, o diretor Spike Lee relembra a produção de um dos discos mais bem sucedidos do ídolo pop (Foto: Divulgação)

O compositor Neil Young, os cineastas Roman Polanski e Woody Allen, o diretor de teatro Joe Papp e o astro pop Michael Jackson estão entre algumas das personalidades retratadas na seleção de documentários inéditos que começa a ser exibida na sexta (5) no CineSesc.

+ Veja o serviço completo do evento

Organizada em parceria com o Festival do Rio, que ocorre até o dia 11 de outubro, a mostra Doc.Sesc reúne dez títulos elogiados que entraram na programação carioca.

A seguir, conheça os filmes que serão exibidos até o dia 14 de outubro, sempre às 19h:

A Nova York de Bill Cunningham
'A Nova York de Bill Cunningham': cliques do cotidiano da cidade grande (Foto: Divulgação)

A Nova York de Bill Cunningham, de Richard Press

Exibido nos festivais de documentários de São Francisco e Melbourne, o longa agrega depoimentos de nomes como o escritor Tom Wolfe e Anna Wintour, a poderosa editora da revista Vogue, para compor o perfil do cronista de estilo do New York Times. Sexta (5)

Roman Polanski: Memórias, de Laurent Bouzereau

As muitas controvérsias que marcaram a trajetória do diretor de O Bebê de Rosemary (1968) e O Pianista (2002) são relembradas na tela. A prisão em 1977, quando foi acusado de abuso sexual, está entre as lembranças repassadas pela fita, que estreou na edição mais recente do Festival de Cannes, fora da competição. Sábado (6)

Woody Allen: Um Documentário
'Woody Allen: Um Documentário': a vida e a obra do diretor de 'Manhattan' (Foto: Divulgação)

Woody Allen: Um Documentário, de Robert B. Weide

Produtor e diretor da série de TV Curb Your Enthusiasm (transmitido pela HBO), Robert B. Weide conduz um filme sobre a vida e a obra do cineasta nova-iorquino, com depoimentos de Diane Keaton, Sean Penn, Scarlett Johansson, entre outros. Vá preparado: o longa, exibido em sessão especial de Cannes, tem mais de três horas de duração. Domingo (7)

A Pintura de Gerhard Richter, de Corinna Belz

Bem recebido no Festival de Toronto, o projeto parte de um desafio: visitar o ateliê de um artista que detesta dar entrevistas e ser fotografado. O processo criativo do pintor é analisado por críticos e colaboradores. Segunda (8)

Joe Papp em Cinco Atos, de Tracie Holder e Karen Thorsen

Com participações de Meryl Streep, Kevin Kline e Martin Sheen, o filme visita a intimidade do homem de teatro Joe Papp, que lançou os musicais Hair e A Chorus Line. Entrevistas sobre o seu legado são aliadas a revelações sobre o passado enevoado do produtor, que escondeu por boa parte de sua vida as suas raízes judias. Terça (9)

Marina Abramovic – Artista Presente, de Matthew Akers e Jeff Dupre

Vencedor de prêmio de público na mostra Panorama, do Festival de Berlim, o filme acompanha a criação de uma exposição especial da artista elaborada para o Museu de Arte Moderna de Nova York, em 2010. Nascida na Iugoslávia, Abramovic se tornou uma das artistas performáticas mais prestigiadas do mundo. Quarta (10)

Steve Jobs: A Entrevista Perdida
'Steve Jobs: A Entrevista Perdida': depoimento raro do criador da Apple (Foto: Divulgação)

Steve Jobs: A Entrevista Perdida, de Paul Sen

Com apenas 70 minutos de duração, o longa tem o mérito de apresentar um registro do executivo da Apple, morto em outubro de 2011, que ainda não era conhecido. Gravada em 1995 para uma série sobre o nascimento do PC, a entrevista trata de temas como as escolhas profissionais de Jobs e o surgimento de sua empresa. Quinta (11)

Ai Weiwei: Sem Perdão, de Alison Klayman

O temperamento forte do artista e ativista chinês garante interesse pela fita, selecionada para os festivais de Sundance e Berlim. Em 2010, ano em que participou da 29ª Bienal de São Paulo com a obra Circle of Animal, ele usou o Twitter para noticiar que havia sido preso pelo governo chinês após ter protestado contra a destruição de seu ateliê em Xangai. De acordo com as autoridades, a construção do estúdio desrespeitava as normas da cidade. No ano seguinte, foi preso novamente - passou três meses detido em um local secreto. Sexta (12)

Michael Jackson – Bad 25, de Spike Lee

Sensação no Festival de Veneza deste ano, onde foi apresentado fora da disputa principal, mergulha na produção do disco Bad, que completa 25 anos de lançamento em 2012. Preciosas imagens de arquivo são pontuadas por depoimentos de artistas como Martin Scorsese, que dirigiu o videoclipe da faixa-título, e Sheryl Crow, que cantava com Michael na época. Sábado (13)

Neil Young Journeys
Cena do documentário 'Neil Young Journeys', de Jonathan Demme (Foto: Divulgação)

Neil Young Journeys, de Jonathan Demme

O diretor de O Silêncio dos Inocentes (1991) escolta Neil Young antes, durante e depois de uma apresentação marcante: em maio de 2011, o cantor e compositor retornou à sua cidade natal para um espetáculo no Massey Hall, em Toronto. Trata-se do terceiro projeto entre o cineasta e o músico. Domingo (14)

Fonte: VEJA SÃO PAULO