Cinema

Documentário 'Bullying' mostra crianças vítimas da intolerância

O filme de Lee Hirsch, exibido na Mostra de SP deste ano, ficou entre os quinze pré-finalistas ao Oscar 2013 de melhor documentário

Por: Miguel Barbieri Jr. - Atualizado em

Bullying
O longa-metragem 'Bullying': histórias incômodas (Foto: Divulgação)

O menino da foto se chama Alex, tem 12 anos e mora em Sioux City, no estado de Iowa. Nascido prematuro, ele é chamado de “cara de peixe” por seus colegas de escola. No ônibus no qual volta para casa, vira alvo de tapas e insultos daqueles que, ingenuamente, considera seus amigos. Alex está entre as cinco vítimas de violentos ataques verbais e/ou físicos analisados detalhadamente em Bullying — o filme ficou entre os quinze pré-finalistas ao Oscar 2013 de melhor documentário.

+ Mais sobre cinema no blog do crítico Miguel Barbieri Jr.

As outras histórias são igualmente incômodas. Entre elas, aparece a de Ja’Meya, uma menina negra de 14 anos do Mississippi que pegou a arma da mãe para revidar as zombarias diárias.Por causa do ato, foi presa numa casa de detenção juvenil. Com desfecho muito triste, há dois casos de suicídio em consequência do bullying. O diretor Lee Hirsch toca a ferida a fundo, colocando, discretamente, sua câmera em momentos que parecem extraídos da ficção, mas são trechos da cruel realidade. Pais, em geral, omissos e educadores irresponsáveis contribuem para tornar a situação cada vez mais lamentável.

Fonte: VEJA SÃO PAULO