Comida

Doces, salgados e pratos por até 3 reais

A seguir, uma seleção de delícias que custam até 3 reais em São Paulo

Por: Filipe Vilicic - Atualizado em

Doces, salgados e pratos por até 3 reais
Alfajor de doce de leite da Itati: especialidade da argentina Laila Zogbi (Foto: Mário Rodrigues)

(R$ 1,50) Pastel de carne da Barraca do Zé - Há quase quarenta anos o descendente de japoneses José Hiromi Mori, o Zé, monta manualmente pastéis sem economizar no recheio. Um dos truques para deixá-los com a massa sequinha e crocante é o uso de margarina vegetal para fritá-los. Esse clássico (com 150 gramas de carne moída, azeitonas e cheiro-verde) pode ser encontrado em diversas feiras da cidade. A barraca mais conhecida funciona no Pacaembu quatro dias por semana. De quinta a sábado, o preço sobe para R$ 2,00. (R$ 1,50) Torta de banana da Pastelaria Brasileira - Desse endereço trintão, quase em frente ao Parque Antarctica, sai uma torta de banana campeã. Com farto recheio, cobertura crocante e calda quente de chocolate, canela e açúcar, a receita é uma das mais pedidas. Como em dias de jogos a casa costuma lotar de palmeirenses, atenção: se você não é fã de futebol e muito menos do Verdão, vale conferir a tabela dos campeonatos antes de aparecer por lá. - Rua Turiaçu, 2113, Perdizes, tel: 3672-8606. 9h/22h30 (fecha dom.). (R$ 1,50) Croissant de presunto e queijo da Salgaderia - No amplo salão, que funciona em cima de uma loja de ferragens, nada de mesas, garçons ou cardápio. Aqui, o cliente pega uma bandejinha e se serve de coxinhas, rissoles, quibes, pastéis ou de excelentes croissants, caso do recheado de presunto e queijo. De dia, o lugar atrai trabalhadores da região. Na madrugada, jovens baladeiros. Todos atrás de quitutes fresquinhos, gostosos e baratinhos. - Rua João Cachoeira, 856, sobreloja, Itaim Bibi, tel: 3078-4889. 8h/último cliente (dom. a partir de 20h;seg. 8h/22h). (R$ 1,80) Alfajor de doce de leite da Itati -Macio, farto em doce de leite e envolto numa camada fininha de açúcar. Assim é o alfajor preparado pela argentina Laila Zogbi, que o serve há mais de vinte anos em rua residencial nos Jardins. "Quando cheguei ao Brasil, no início dos anos 60, precisava trabalhar. Inventei uma massa e comecei a vender o quitute", conta. Sua Alfajores Itati deu tão certo que se mantém até hoje. - Rua Fernão Cardim, 56, Jardim Paulista, tel: 3287-2840. 8h/17h (sáb. 8h30/13h; fecha dom.). (R$ 2,00) Pão de queijo do Pão de Queijo Haddock Lobo - Um dos pães de queijo mais gostosos da cidade não é redondinho, como manda a tradição mineira. De formato irregular, dezenas deles enchem o cesto sobre o balcão a cada dez minutos, quando saem novas fornadas. E atraem fiéis clientes, como o restaurateur Rogério Fasano. Quem assa a maravilha é o baiano Sebastião Marques Cazumbá, o "Tião", funcionário do Pão de Queijo Haddock Lobo há 34 anos. - Rua Haddock Lobo, 1408, Jardim Paulista, tel: 3088-3087. 8h/20h20 (dom. 9h/19h). (R$ 2,30) Esfiha de queijo com bastrmá do Artur Esfihas - Não estranhe se chegar ao endereço e der de cara com o Clube Armênio. Pois é lá dentro, em um antigo salão, que Artur Berberian prepara uma das melhores esfihas da cidade. A de bastrmá (carne bovina curada), que pode ser pedida tanto aberta como fechada, destaca-se entre as catorze opções do cardápio. Surpreende pelo tempero e pela maciez. - Avenida Professor Ascendino Reis, 1450 (Clube Armênio), Moema, tel: 5084-0042. 18h/22h (sáb. e dom. a partir de 12h). (R$ 2,50) Macaron do DeliParis Nessa boulangerie são vendidos ótimos doces e salgados feitos pelo padeiro francês Remy Belin. Igual ao que os nobres comem quase o tempo todo no filme Maria Antonieta, o docinho macaron está entre as melhores pedidas. Servido em quatro sabores – café, chocolate, morango e pistache –, ele lembra um suspiro - Rua Harmonia, 484, Vila Madalena, tel: 3816-5911. 7h/22h30 (dom. e feriados a partir das 8h). (R$ 2,50)Guioza da barraquinha da família Nakamura - É um agito só. Os nisseis Frank e Tony Nakamura não param um minuto à frente da barraca da família. A cada fim de semana, preparam 2 000 guiozas. Bem recheados com verduras, carne bovina e suína, são cozidos no vapor antes de ser fritos na chapa. - Praça da Liberdade, s/nº. Não tem telefone. 10h/19h (sáb.) e 9h/18h (dom.). (R$ 2,70) Quibe frito da Tenda do Nilo -A libanesa Olinda Isper, proprietária da casa, anda entre as mesas do pequenino estabelecimento com travessas cheias desse salgado. Ela os serve sempre quentinhos e jamais com limão, como é costume em outros árabes. "Coloco coalhada para acompanhar, conforme manda a tradição", diz. "Um dos segredos desse delicioso quibe é a massa fininha e saborosa", conta o chef Alex Atala, do restaurante D.O.M. • Rua Coronel Oscar Porto, 638, Paraíso, tel: 3885-0460. 12h/15h30 (sáb. 12h30/16h; fecha dom.). (R$ 2,80) Quindim de damasco da Casa Santa Luzia - Fabricado artesanalmente por uma empresa familiar da cidade gaúcha de Pelotas, tradicional pólo doceiro do país, trata-se de uma daquelas guloseimas de arrasar com qualquer regime. Além da versão de damasco, também há as de coco, chocolate, ameixa e nozes. Por mês, o supermercado gourmet vende por volta de 800 quindins. - Alameda Lorena, 1471, Jardim Paulista, tel: 3897-5000. 8h/20h45 (fecha dom.). (R$ 2,80) Bureka de carne e batata da Casa Búlgara - Servido sempre quentinho e recém-saído do forno, esse salgado judaico em formato de sonho feito de massa folhada crocante é a estrela da casa. Quem o prepara desde 1975, um ano após chegar ao Brasil, é a búlgara Lona Levi. - Rua Silva Pinto, 356, Bom Retiro, tel: 3222-9849. 9h/18h15 (sáb. 10h/14h30; fecha dom.). Mais dois endereços. (R$ 2,90) Empada de palmito do Rancho da Empada - São 26 opções de salgados grandes, fofos e muito bem-feitos. A empada de palmito está entre as melhores. Um detalhe: apenas a versão de carne leva azeitona no recheio. "Não utilizamos azeitona justamente para não contaminar o sabor dos outros ingredientes", diz José Antonio Rocha, um dos proprietários do Rancho da Empada. - Rua Sena Madureira, 557, Vila Clementino, tel: 5579-5330, 10h/0h (dom. 11h/22h). Mais seis endereços. (R$ 3,00) Pão de mel de licor da Munik -Desde 1981, dez anos após sua criação, a Munik produz pães de mel que estão entre os mais famosos da cidade. O umedecido em licor de cereja derrete na boca. Na fábrica, instalada na Zona Norte, ele sai 10% mais barato. • Avenida Leôncio de Magalhães, 1658, Jardim São Paulo, tel: 6281-0000. 9h/18h (sáb. até 13h; fecha dom.). Mais oito endereços.( R$ 3,00) Bolinho de bacalhau da Italianinha - A toda hora sai da frigideira um bolinho de bacalhau redondo e sequinho. Por dia, são vendidos 200. A receita é de Maria Del Pilar Franciulli, que desde a década de 60 comanda a casa no coração do Bixiga e, hoje, conta com a ajuda de suas quatro filhas. -Rua Rui Barbosa, 121, Bela Vista, tel: 3289-2838. 7h/20h (dom. até 15h; seg. a partir de 14h).(R$3,00) - Pedaço de pizza toscana da Real Pizzaria -A sensação da galera que freqüenta a Real Pizzaria e Lanchonete são as 39 opções de pizza de massa fina que saem do forno a lenha a partir das 18h. Todas podem ser pedidas em pedaços. Entre as mais gostosas está a tradicional toscana. Bem ao lado da MTV, a casa é point de moderninhos, VJs, músicos, famosos e fãs que esperam cruzar com seu ídolo saindo do edifício da emissora - Avenida Professor Alfonso Bovero, 2, Sumaré, 3862-7864. 7h/0h (sex. e sáb. até 1h).

Fonte: VEJA SÃO PAULO