Eleição

Dilma cresce na preferência do eleitorado feminino

Evolução acontece após rival Aécio Neves (PSDB) ter chamado presidente de "leviana" durante debate no SBT

Por: Veja São Paulo

Dilma Debate SBT
Dilma Rousseff questiona Aecio Neves em dabate do SBT (Foto: Reprodução)

A presidente Dilma Rousseff (PT), que busca reeleger-se à Presidência, registrou crescimento nas intenções de voto do eleitorado feminino após ter sido chamada de “leviana” no debate realizado pelo SBT, no dia 16 de outubro.

Vídeo: Irmã de Lula pede voto para Aécio Neves

Levantamento realizado pelo Datafolha, divulgado na última quarta-feira (22), mostrou que, entre as mulheres, a petista passou de 42% para 47% desde o dia 9 de outubro. Por outro lado, Aécio Neves (PSDB), seu adversário no pleito do próximo domingo (26), viu sua fatia diminuir de 46% para 41% no mesmo período.

Com a variação favorável entre as eleitoras, o PT passou a ser mais duro nas críticas ao rival. Durante ato de campanha em Belo Horizonte, o ex-presidente Lula disse que Aécio foi grosseiro com Dilma. “Seu negócio com mulher é partir para agressão, partir para cima agredindo.” Ontem, durante caminhada de mulheres em Duque de Caxias, município no Rio de Janeiro, Dilma desfilou em carro aberto e recebeu um faixa com a inscrição “Diga não à violência contra a mulher”. “Essa faixa é tão importante quanto a faixa presidencial”, afirmou a presidente.

+ Confira as últimas notícias

Em seu programa de TV, o candidato tucano afirmou que o PT vem promovendo “atentados” a sua honra, a sua família e a sua biografia. “Infâmias e gravíssimas são espalhadas contra mim nas redes sociais por um exército clandestino. Chegaram até a insinuar, de forma covarde, que eu poderia ser desrespeitoso com as mulheres, ofendendo minha esposa, minha filha de 23 anos, minha mãe e todas as mulheres do Brasil.”

Fonte: VEJA SÃO PAULO