Consumo

Dicas para poupar energia e economizar 1800 reais por ano

Conta de luz teve aumento em todo o país em março. Em São Paulo, reajuste foi de 31,9%

Por: Veja São Paulo

Luz acesa - 2211
(Foto: Veja São Paulo)

A conta de luz ficou mais cara em março. Em média, o reajuste foi de 23,4% em todo o país. A revisão tarifária, aprovada pela Agência Nacional de Energia Elétrica, foi definida para custear o repasse de 22,057 bilhões de reais para a Conta de Desenvolvimento Energético, um fundo que cobre subsídios de tarifas para a população de baixa renda.

No caso dos consumidores de São Paulo, o valor cobrado pela Eletropaulo subiu, em média, 31,9%. A Cemig, de Minas, teve 28,8% de reajuste.

Com a conta mais salgada, algumas dicas podem ajudar a evitar o desperdício de energia e, consequentemente, a poupar 1 833 reais por ano. As recomendações do Inmetro ajudam a aliviar o bolso sem precisar abrir mão do ventilador ou do ar-condicionado nos dias mais quentes. Confira abaixo:

Televisão

Um televisor ligado na tomada, em modo stand by, gera gasto de até 24 reais por ano. Desligue-o da tomada.

Tv_televisão_LG
Aparelho ligado no modo stand by gera custo extra de 2 reais ao mês (Foto: Divulgação)

Lâmpadas

A lâmpada incandescente é mais barata, mas consome até quatro vezes mais energia. Trocá-las por lâmpadas fluorescentes proporciona economia de 687 reais por ano, em um apartamento com dois quartos e treze lâmpadas, por exemplo.

Geladeira

O modelo classificado com A é mais econômico do que o da classe E. Em um ano, a diferença é de 60 reais. Tornar a geladeira mais eficiente também ajuda a poupar energia. Para isso, o ideal é mantê-la limpa, não secar roupas atrás do motor, verificar a borracha de vedação e, se o refrigerador já tem mais de dez anos, considere, trocá-lo, pois a perda de eficiência é cada vez maior.

Chuveiro
Banhos não devem passar de oito minutos (Foto: Divulgação)

Chuveiro elétrico

Esse é o maior vilão para uma casa. Usar um aparelho com potência superior à recomendada gera custo extra. Os produtos com menos potência, classificados como A, B e C, são ideais para as regiões mais quentes do país, pois aquecem menos água e gastam menos. Já os chuveiros E, F e G são mais adequados para regiões mais frias do país e gastam mais energia. Usar um chuveiro tipo A, B e C gera economia de 432 por ano, considerando uma família de quatro pessoas. O ideal é que os banhos não passem de oito minutos.

Ar-condicionado

Dicas simples ajudam a economizar energia. Antes de ligar o aparelho, por exemplo, feche as portas do ambiente e deixe-o na potência máxima. Após resfriar o local, diminua a intensidade da refrigeração. Um modelo de ar-condicionado mais eficiente pode evitar gasto de até 176 reais por ano.

VEJA O QUE CADA ITEM ECONOMIZA EM UM ANO

Considerando o modelo mais eficiente no consumo de energia

Refrigerador simples de uma porta I Quanto economiza: 60 reais

Ar condicionado de 9 mil BTUs I Quanto economiza: 176 reais 

Três ventiladores de teto de três pás ligados por 6 horas diárias I Quanto economiza: 454 reais

Televisão I Quanto economiza:  24 reais

Troca de lâmpadas incandescentes 60 W por fluorescentes de 15 Q I Quanto economiza:  687 reais - incluindo o gasto com as novas lâmpadas

Chuveiro (4 banhos diários de 5 a 8 minutos) I Quanto economiza: 432 reais

(Fonte: Inmetro) 

Fonte: VEJA SÃO PAULO