Manual

Dicas para organizar a cesta de piquenique

Vai aproveitar o dia ao ar livre? Os chefs Carlos Bertolazzi e Juliano Valese ensinam a preparar bons comes e bebes

Por: Redação VEJA SÃO PAULO - Atualizado em

Piquenique
Cesta de piquenique: comidinhas fáceis de fazer, de comer e de levar (Foto: ThinkStock)

Seguindo o exemplo dos EUA e principalmente da Europa, o piquenique está cada vez mais popular entre os paulistanos. O ritual perdeu o status de "farofa" e virou prática recorrente em lugares como o Parque Villa-Lobos, no Alto de Pinheiros.

+ São Roque: para passar um dia ou o fim de semana

Quem frequenta o espaço nos fins de semana, encontra diversos grupos “piquenicando” nos gramados ou em um dos cinquenta quiosques disponíveis.

+ Veja mais parques agradáveis para fazer um piquenique

Mas, o que levar na cesta? Para responder a esta pergunta e ajudar os leitores de VEJA SÃO PAULO a organizar uma comilança bacana, montamos um manual com dicas de dois chefs de cozinha.

Juliano Valese, do Torero Valese, ensina a fazer um piquenique à espanhola para curtir com os amigos. Já Carlos Bertolazzi, à frente do Zena Caffè, sugere quitutes para uma tarde com a criançada.

PIQUENIQUE COM...

  1. ...A FAMÍLIA

Responsável pela cozinha de um restaurante italiano, Carlos Bertolazzi recomenda levar sanduíches e quiches. “São pratos práticos de transportar e de servir”, justifica o chef. Como a ideia aqui é reunir a família, inclusive as crianças, o ideal é apostar em receitas que agradam a todos os gostos. Para poupar esforços, também vale comprar alguns itens prontos. Não se esqueça de levar pratos, copos e talheres descartáveis. Além de não quebrarem, você não terá que carregar louça suja de volta para casa. Para que o piquenique não se torne anti-ecológico, verifique se o parque dispõe de lixeiras para recicláveis. Se não, providencie você mesmo o reaproveitamento do material usado.

■ COMES

Para sair da mesmice e impressionar a turma, Bertolazzi sugere uma receita de sanduíche de filé-mignon no pão ciabatta. Chamado de tagliata, leva ainda rúcula (que você pode deixar como opcional), tomate e queijo parmesão.

+ Receita: veja como se faz a tagliata de filé-mignon na ciabatta

Na seção de doces, o mais prático é preparar bolos simples e embalar em pedaços individuais. Aqui vale tudo: fubá, chocolate, formigueiro e até de cenoura. Quem preferir comprar um, lojas como a Bolo à Toa, a Tradicional Bolos Caseiros e a Casa de Bolos possuem ótimas versões para pronta-entrega.

■ BEBES

Como a turma toda estará reunida, prepare uma ou duas opções de suco natural e leve em garrafas térmicas com gelo. Prefira frutas mais doces, como melão e melancia. Água de coco também é uma boa ideia para manter a turma hidratada nos dias de calor.

Se quiser levar um drinque alcoólico para os adultos, uma bebida prática de fazer e muito refrescante é o spritz. Basta misturar aperol (um aperitivo italiano), espumante e água com gás com gelo e uma fatia de laranja. Outra opção são os vinhos. Se por um lado os tintos não precisam ficar no balde com gelo, os brancos e rosés são mais leves e refrescantes para os dias quentes. É só escolher o seu preferido! Não se esqueça de verificar se o lugar autoriza o consumo de álcool.

        2. ...OS AMIGOS

Quando passou uma temporada estudando nos EUA, em 1999, Juliano Valese se reunia com os colegas de todas as partes do mundo em torno da toalha xadrez. A regra era cada um levar um quitute que fosse a cara de seu país. Mas esse intercâmbio culinário não poderia ser caro, nem trabalhoso -- por princípio. “Um piquenique pede receitinhas fáceis de preparar e de levar”, explica o chef do misto de bar e restaurante espanhol Torero Valese, no Itaim. “O que você tiver sobrando na dispensa ou na geladeira pode integrar a cesta”, conclui.

Para descontrair com os amigos nos dias quentes, o cozinheiro sugere um piquenique à moda espanhola, com direito a sangria e tapas, aquelas receitinhas em pequenas porções.    

■ COMES

Prepare você mesmo uma tortilla de batata com cebola caramelada. É muito fácil de fazer e você pode dispor em um recipiente plástico ou de vidro, como preferir, já cortada para aperitivo. E o melhor: pode ser servida fria.

+ Receita: veja como se faz a tortilla de batata com cebola caramelada

Outro quitute clássico é o “pan con tomate”. Na Espanha, essa tapa é feita raspando (esfregando, mesmo) um tomate italiano cortado ao meio em pão tostado. Como pode ser difícil encontrar essa variante da fruta por aqui, Valese sugere ralar o tomate convencional e deixa-lo marinar em azeite temperado por alho e sal. Os comensais podem, portanto, montar suas próprias tapas na hora.

Essas torradinhas ficam ainda mais gostosas acompanhadas de queijos e embutidos. Vale investir em um presunto cru de qualidade e em alguns tipos de salame.

■ BEBES

Os drinques também têm sotaque espanhol. Para fazer uma sangria refrescante usando uma cava ou outro espumante que tenha sobrado na geladeira, a dica é levar frutas da época de sua preferência já lavadas (300 gramas) e cortá-las em cubinhos na hora de servir. Basta misturá-las à bebida gelada em uma jarra cheia de gelo.  

Outra bebida fácil de fazer é o tinto de verano, combinação simples de uma garrafa de vinho tinto, uma lata de Schweppes Citrus e gelo, muito gelo.

Fonte: VEJA SÃO PAULO