Roteiro

Dicas para quem vai ao Allianz Parque nesta quarta (26)

Paul McCartney volta ao estádio do Palmeiras hoje. Veja como foi a movimentação no espetáculo de terça (25), como chegar e sair e dicas para evitar ciladas

Por: Meriane Morselli - Atualizado em

  • Voltar ao início

    Compartilhe essa matéria:

  • Todas as imagens da galeria:

Paul McCartney emocionou e animou o público na noite desta terça (25) no primeiro show realizado no Allianz Parque, o novo estádio do Palmeiras. Filas, chuva, dificuldade para chegar ao local e um pouco de desorganização marcaram o evento. Confira algumas dicas para não passar sufoco na apresentação desta quarta (26).

+ Uma entrevista exclusiva com Paul McCartney

Para quem vai de carro

A melhor pedida é estacionar o veículo nos shoppings próximos ao evento. O Bourbon cobra caros 100 reais pelo período e o West Plaza 60 reais ou 80 reais (com manobrista). Na Casa das Caldeiras, pagam-se 50 reais. Embora haja fila para sair dali ao final do espetáculo, a dispersão ocorre sem grandes transtornos.

Para quem vai de transporte público

A opção para os fãs que chegam ao estádio de metrô é desembarcar na estação Palmeiras-Barra Funda e caminhar. Muita gente optou também por sair no metrô Vila Madalena e pegar um táxi, que sai por cerca de 15 reais. A disputa por um carro na estação estava grande na ida.

Táxis

Um dos grandes dramas da noite. O metrô estava fechado quando o espetáculo de terça (25) terminou, por volta da 0h25, e muitos se aglomeravam pelas calçadas e no terminal da Barra Funda, onde a fila estava imensa, em busca de um táxi. A dica de ouro é levar um telefone de uma rádio táxi e combinar um ponto de encontro ou tentar usar um aplicativo, embora muitos tenham relatado problemas de conexão.

Trânsito

A CET faz interdições temporárias nas seguintes vias durante o evento: Avenida Francisco Matarazzo e ruas Diana, Turiassu, Cayowaá e Teixeira e Souza. De acordo com o órgão, os agentes no local determinam a necessidade de bloqueio delas de acordo com a movimentação do público. Na saída do show de terça (25), a dispersão do público era tranquila, apesar da chuva. Embora o tráfego tenha ficado intenso em avenidas do entorno, como Antártica e Francisco Matarazzo, não chegou a travar na saída. Para a chegada, ambas as vias tiveram congestionamento.

Entradas e filas

Notou-se uma certa desorganização nos funcionários de apoio que orientam o público em volta do estádio para encontrar a entrada. Vale perguntar mais de uma vez para checar se está sendo direcionado para o portão correto. Muitos chegaram a pegar mais de uma hora de fila para entrar e a chuva de terça (25) prejudicou bastante o fluxo do público, com pontos de alagamento próximos às calçadas. Ambulantes cobravam de 5 a 10 reais por capas de chuva. Cambistas atuavam com certa discrição nas proximidades do Allianz Parque.

Dentro do estádio

A circulação é boa e além de lanchonetes fixas, ambulantes autorizados vendiam lanches (10 a 12 reais) e bebidas (10 reais a lata de cerveja e 5 reais pelo copo de água). A estrutura de banheiros era adequada, havia funcionários orientando o público por toda a parte e os ambulatórios permaneceram pouco movimentados durante o evento. O som em todo o estádio apresentava boa qualidade. 

Internet

Há um serviço livre de internet das dependências do estádio, mas o funcionamento é instável e deixa muito a desejar. Conexões 3G não funcionam igualmente em vários pontos da pista e das arquibancadas. Então, não fique frustrado caso não consiga postar aqueeeela foto.

Fonte: VEJA SÃO PAULO