Restaurantes

Como se proteger do aumento-surpresa no Dia dos Namorados

Será que os estabelecimentos podem, legalmente, subir os preços na data por causa do aumento da clientela?

Por: Andreza Monteiro - Atualizado em

para sempre - filme dia dos namorados
Restaurantes precisam deixar visível o aumento do preço (Foto: Reprodução)

Algo muito comum de encontrarmos em datas comemorativas como o Dia das Mães e Dia dos Namorados é restaurante que aumenta o preço do rodízio por causa da alta expectativa de demanda. O rodízio da churrascaria, do japonês, do mexicano, entre outros, chega a dobrar de valor em alguns locais. A prática acaba deixando o consumidor com aquela sensação de estar sendo enganado quando o que realmente queria era aproveitar a data especial.

+ Sugestões de programas para fazer com seu amor no Dia dos Namorados

A reportagem de VEJA SÃO PAULO entrou em contato com a Fundação de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon) para tirar a dúvida: é permitido esse tipo de aumento em serviços decorrente de datas especiais?

Segundo o Procon, a prática é regular, ou seja, não há nenhuma lei que impeça o estabelecimento de aumentar o seu preço, independentemente de data.

O consumidor, porém, deve ficar atento à forma como o local está informando o seu cliente. No caso do restaurante que aumenta o preço do rodízio, por exemplo, deve conter um anúncio visível com o preço praticado naquela data para que o consumidor não seja pego de surpresa com o “novo valor” na hora de pagar a conta. É preferível ainda que os próprios funcionários avisem ao cliente que o preço está mais alto.

+ Onde encomendar menu pronto e caprichado para comemorar a data em casa

Portanto, fique atento ao local que vai escolher para celebrar o amor no próximo domingo (12). Pesquise, ligue se for o caso, e se informe antecipadamente se o estabelecimento não irá deixar os preços mais caros. E, caso sinta-se lesado, aproveite para pesquisar opções que fujam à regra. 

Fonte: VEJA SÃO PAULO