Especial

Quer se dar bem no Dia do Sexo? Confira nossas dicas quentíssimas

O nosso manual da sedução tem sugestões na medida para quem quer faturar nesta noite

Por: Marcelo Cobra - Atualizado em

Coquetéis Kir Royal e Bue, do Baretto, bar do Hotel Fasano - Fernando Moraes
Coquetéis do Baretto: preparados com primor pelo barman Walter "Bolinha" (Foto: Fernando Moraes)

Já que na sugestiva data de hoje (6), convencionou-se a comemorar o Dia do Sexo, convidamos especialistas na arte do xaveco e da sedução para dar dicas de como se dar bem. Sugestão: leia o texto abaixo ao som da sedosa Wicked Game, de Chris Isaak, e prepare-se para faturar.

+ Bares onde o clima de paquera rola solto 

+ Bares com ambiente para um encontro romântico

O que fazer no (ou não fazer) no primeiro encontro? Atire a primeira vela quem nunca gastou horas pensando num lugar romântico para levar o pretendente. “O ideal é ir a um lugar em que seja possível conversar, como um restaurante ou um bar”, afirma o jornalista Alex Xavier, autor do blog Meu Amigo Macho. “Nada de balada ou algo que reúna os amigos. É um encontro a dois e o casal precisa de tempo para se conhecer”, completa.

Divine Wine Bar
Divine Wine Bar: o melhor para ir a dois (Foto: Fernando Moraes)

Em São Paulo, há opções espalhadas por todos os cantos da cidade. Um deles é o bicampeão da categoria para ir a dois no especial “Comer & Beber”: o Divine Wine Bar, nos Jardins. A casa oferece tudo o que os namorados procuram. Intimista, está instalada num imóvel subterrâneo, dispõe de pequenas mesas e confortáveis sofás perfeitos para um bate-papo reservado. Oferece ainda uma bela adega, com 400 garrafas. Gostou da ideia de conhecer um wine bar? Há diversos endereços dessa categoria em São Paulo, entre eles o Bardega, com a maior seleção de vinhos em taça da cidade, e o Rouge Bar à Vin (uma dica: as melhores mesas ficam sob uma frondosa sibipiruna). 

Chou
O quintal do Chou: lugares disputados pela clientela fiel (Foto: Ligia Skowronski)

Quem prefere uma refeição, tem à disposição restaurantes com ambientes românticos. O Chou, em Pinheiros, detentor do título de melhor cozinha variada da cidade, cai como uma luva para os pombinhos. Nos fundos, seu ambiente com jeito de casinha tem mesinhas de madeira, árvores, plantas e lampadas penduradas no teto. “Peça o thai cooler, drinque que mistura água de coco, lichia e hortelã”, indica Bruno Dias, sócio da agência de entretenimento Haute, especializada em festas e eventos.

Se não quiser deixar tão na cara suas intenções, opte por um programa mais despojado. O apresentador Felipe Solari, por exemplo, indica o restaurante Sotero, em Santa Cecília, misto de bar e restaurante, que oferece pratos e petiscos da culinária baiana. “O segredo é ir no final de semana, sentar numa das mesinhas externas e pedir uma cerveja em garrafa, além de uma porção de mini-acarajé”, conta Solari. “Depois, vale levar a gatinha à Praça do Pôr-do-Sol. Não esqueça de ter a mão uma garrafa de vinho”, acrescenta.

Casa de Maria Madalena - Pincho de tapioca
Casa de Maria Madalena: pincho de shimeji e queijo manteiga envolto na massa de tapioca (Foto: Mario Rodrigues)

Nessa mesma toada, são bacanas bares como o Casa de Maria Madalena, na Vila Madalena, que atrai uma moçada jovem e alternativa em uma área rodeada de verde, iluminada por antigos postes de luz. Um charme! Lá, prove o saboroso pincho de rúcula selvagem, shimeji e queijo manteiga, envolto na massa de tapioca. Logo em frente, o Peixaria Bar e Venda também atrai por seu ambiente colorido e repleto de detalhes, além de porções bacanas como a de bolinho de paella, sequinho por fora e farto no recheio. Quer música ao vivo? Duas novidades bacana têm atraído o público moderninho: o JazzB, a poucos metros da Praça da República, onde tocam grupos de jazz antenados, nacionais e estrangeiros, e o Baixo, na Consolação, com um palco que recebe bandas de música alternativa após a meia-noite.

JazzB
O palquinho e a arquibancada do JazzB: ambiente cool (Foto: Fernando Moraes)

Se quiser mostrar que está antenado, recorra a um dos bares da moda que valem a pena conhecer. Há casas diferentonas, como o Minato Izakaya, de estilo oriental e com dois balcões coletivos que, juntos, somam vinte lugares (é bom ligar antes para ver se a fila não está muito grande). No Barteco, em Pinheiros, há comidinhas boas e baratas. Quem nunca esteve quebrado, né?

Peixaria Bar e Venda
Peixaria Bar e Venda: amplo salão agradável e colorido (Foto: Mario Rodrigues)

Para os mais tímidos, porém, há uma contrapartida! Autor do livro Sedução Revelada, o consultor Alexander Voger alerta que o ideal é evitar situações que gerem ansiedade, como um encontro no sentido formal da coisa. “Prefira convidar a pessoa para fazer algo mais corriqueiro, como ir à festa de um amigo ou chamar para algum evento em que haja afinidade de gostos”, aconselha. Caso persista no encontro a dois, ele sugere um passo a passo infalível. Veja abaixo:

  • Evite falar sobre situações que envolvam emoções negativas, como violência
  • Pergunte para a pessoa o que ela costuma fazer no tempo livre
  • Faça conexão emocional. Tente, por exemplo, descobrir um livro que ambos já leram e gostam, ou um filme preferido em comum
  • Não fale demais

Claro que tudo varia muito de acordo com a disposição dos envolvidos. Mas, para apimentar um pouco a saída, você também pode forjar alguns detalhes, como, por exemplo, a escolha da mesa em um bar ou restaurante. “Ficar de lados opostos, frente à frente, limita a aproximação”, opina Alex Xavier. “Se marcarem de se encontrar no próprio bar, recomendo que o cara chegue mais cedo e discretamente deixe os apetrechos da mesa (saleiro, azeite, guardanapos) acumulados do lado oposto ao dele. Assim, quando ela chegar, instintivamente vai escolher as cadeiras mais próximas a ele, que não estão "bloqueadas"”, sugere.

Às mulheres, a psicóloga Eliete Amélia de Medeiros, da agência de relacionamentos Eclipse Love, dá cinco dicas para ser irresistível num encontro:

  • Seja pontual
  • Esbanje bom humor
  • Não use roupas cobertas nem que mostrem muito
  • Adote um ar misterioso
  • Esteja aberta para, se for o caso, engatar só uma amizade

Xeque-mate

Perdeu a paciência? Não aguenta mais encontros furados? Invista todas as suas fichas em um programa surpreendente, aqueles de tirar o fôlego do pretendente. Que tal recorrer à ajuda de uma vista deslumbrante? No Terraço Itália, no Skye, bar do Hotel Unique, e na Adega Santiago, no Shopping Cidade Jardim, é possível brindar tendo como cenário o skyline paulistano. Já outro endereços impressionam pelo luxo e glamour, caso do Baretto, no interior do Hotel Fasano. Ao som das cantoras Lorena Lobato, Anna Setton, Marcela Copiano e Giana Viscardi, que interpretam standards de jazz, o barman Walter “Bolinha” executa com primor drinques como o kir royal e o apple martíni.

Skye1
Bar Skye: na cobertura do Hotel Unique (Foto: Mario Rodrigues)

Aproveite também para mostrar que conhece opções fora do circuito tradicional. O restaurante Chez Airys, por exemplo, funciona na casa do chef mato-grossense Airys Kury, dentro de uma vilinha residencial em Pinheiros. Para ocupar uma de suas poucas mesas, portanto, é obrigatório reservar. No cardápio, aparecem pratos franco-italianos com preços acima da média — lembre-se, porém, que você está disposto a investir todas as suas fichas. "É cool, exclusivo e surpreendente", conta Bruno Dias, da Haute.

chez airys
O ambiente do Chez Airys, em Pinheiros (Foto: Divulgação)

Outra opção certeira é mostrar seus dotes culinários em casa. Já que as segundas intenções flutuam no ar, mire nos alimentos afrodisíacos. "Pimenta e gengibre ajudam bastante na circulação, enquanto a ostra auxilia na produção de hormônios sexuais por conta do zinco", conta a nutricionista Maria Cecília Corsi. "O chocolate colabora na produção de serotonina e promove uma sensação de bem-estar", adiciona.

Para brindar, o barman Kascão de Oliveira Lima indica uma receita promissora. Trata-se do drinque do amor, que misutra 50 ml de conhaque, 50 ml de suco de cranberry, 30 ml de xarope de romã e 20 ml de suco de limão, tudo batido na coqueteleira e servido com gelo num copo de uísque decorado com um ramo de hortelã. "Quem bebe junto nunca mais separa", garante Kascão. Boa sorte!

Fonte: VEJA SÃO PAULO