Esporte

Dia das Crianças: quatro programas esportivos

Confira opções de passeios para levar os pequenos

Por: Bruna Gomes, Clara Nobre de Camargo e Miguel Barbieri Jr.

Sala das Copas do Mundo - museu do futebol
Sala das Copas do Mundo no Museu do Futebol: retrospectiva dos mundiais (Foto: Divulgação)

Visita ao Museu do Futebol e corrida de kart são algumas das opções:

+ Dia das Crianças: atrações para aproveitar a data

  • Museus

    Museu do Futebol

    Praça Charles Miller, s/n, Pacaembu

    Tel: (11) 3664 3848

    7 avaliações

    Impossível não se contagiar de cara com a atmosfera boleira deste museu cravado debaixo das arquibancadas do Estádio do Pacaembu. Todas as atrações são multimídia e interativas. Projetores exibem fotografias gigantes de ídolos como Pelé, Garrincha, Zico e Ronaldo. Numa sala, fotos antigas contextualizam os primórdios do esporte no Brasil. Há muito material em vídeo, mostrando dribles, gols e jogadas marcantes. Quem quiser se aventurar (sobretudo as crianças), pode brincar de cobrar um pênalti e medir a velocidade do chute numa atração ou jogar com uma bola virtual em outra. Duas experiências arrepiam os visitantes: imagens de torcedores incentivando aos berros seus times, projetadas em telões debaixo das arquibancadas, e o acesso para ver (e fotografar, é claro) o gramado verdinho do Pacaembu. Em outra sala, telas em alta definição apresentam a história das copas e a participação da Seleção em cada uma delas. Difícil é sair de lá sem querer gritar “Brasil, Brasil, Brasil”.

    Saiba mais
  • Autódromos

    Kart In - Jaguaré Racing Club

    Avenida Jaguaré, 1133, Jaguaré

    2 avaliações
  • Resenha por Bruna Gomes: Adultos e crianças podem jogar tênis de mesa, futebol de botão, xadrez gigante, damas, badminton e tamboréu, uma espécie de tênis com raquete redonda. São 100 vagas. Acontece dia 12/10/2011.
    Saiba mais
  • Resenha por Bruna Gomes: Crianças de até 10 anos podem testar as habilidades e o fôlego em uma pista de corrida de 200 metros. No final, todos recebem medalha.
    Saiba mais

Fonte: VEJA SÃO PAULO