Restaurantes

Dhaigo

Onde provar as especialidades da culinária japonesa da rede

Por: Redação VEJASAOPAULO.COM - Atualizado em

Confira todos os endereços:

  • Japoneses

    Dhaigo - Santana

    Rua Francisca Júlia, 107, Santana

    Tel: (11) 2283 6049

    VejaSP
    6 avaliações

    São dois endereços com a matriz no Itaim. A unidade pioneira, surgida como um izakaya dezoito anos atrás quando esse tipo de boteco japonês estava longe de ser modinha, aderiu ao sistema de rodízio. Garçonetes passam pelas mesas oferecendo os sushis previamente preparados. As opções vão de pedidas melhorzinhas como o atum batido picante à fraca combinação de salmão com cream cheese e camarão, além do intragável hot roll de salmão servido frio. A casa tem a vantagem de fazer os clássicos niguiris de peixes como tainha e robalo. No Itaim, o rodízio custa R$ 68,00 no almoço e R$ 81,00 no jantar. Mais em conta, em Santana sai a R$ 57,90 no almoço de terça a sexta e R$ 79,00 nos demais horários.

    Preços checados em setembro/outubro de 2016.

    Saiba mais
  • Japoneses

    Dhaigo - Itaim Bibi

    Rua Araçari, 178, Itaim Bibi

    Tel: (11) 3168 2819 ou (11) 3167 2086

    VejaSP
    1 avaliação

    São dois endereços com a matriz no Itaim. A unidade pioneira, surgida como um izakaya dezoito anos atrás quando esse tipo de boteco japonês estava longe de ser modinha, aderiu ao sistema de rodízio. Garçonetes passam pelas mesas oferecendo os sushis previamente preparados. As opções vão de pedidas melhorzinhas como o atum batido picante à fraca combinação de salmão com cream cheese e camarão, além do intragável hot roll de salmão servido frio. A casa tem a vantagem de fazer os clássicos niguiris de peixes como tainha e robalo. No Itaim, o rodízio custa R$ 68,00 no almoço e R$ 81,00 no jantar. Mais em conta, em Santana sai a R$ 57,90 no almoço de terça a sexta e R$ 79,00 nos demais horários.

    Preços checados em setembro/outubro de 2016.

    Saiba mais
  • Japoneses

    Dhaigo - Rua Campos Bicudo

    Rua Campos Bicudo, 141, Jardim Europa

    Sem avaliação

Fonte: VEJA SÃO PAULO