Festas

Dezesseis sugestões para quem quer comemorar o Natal em casa

Não pára de crescer o número de bufês, banqueteiros, restaurantes e padarias que preparam ceias de Natal

Por: Leo Feltran - Atualizado em

Não pára de crescer o número de bufês, banqueteiros, restaurantes e padarias que preparam ceias de Natal. É uma mão na roda para quem não quer sujar as panelas. Os preços, que já foram bem altos, estão um pouco mais acessíveis em razão da concorrência – as refeições custam a partir de 43 reais por pessoa. Boa parte dos lugares aceita encomendas até o dia 22. Para evitar surpresas de última hora, confira algumas recomendações da chef Silvia Percussi, da Vinheria Percussi:

• Certifique-se do tipo de embalagem descartável que o estabelecimento adota – e se ela está embutida no preço. Só alguns usam versões plásticas que podem ir ao microondas.

• Uma possibilidade é levar suas próprias travessas para que os pratos sejam montados nelas.

• Confira se o fornecedor tem apostila com instruções para aquecer a ceia. Caso contrário, não hesite em perguntar todos os detalhes. Cada receita costuma pedir um tipo de procedimento.

• Se a ceia for vendida por quilo, verifique se os molhos serão incluídos no peso.

• Pratos congelados devem ser retirados do freezer na noite anterior e descongelados naturalmente, em temperatura ambiente. Evite descongelar no microondas. "Melhor apelar para o banho-maria", diz Silvia.

• É interessante ter à mão frutas secas, fios de ovos e outras guarnições. "Além de decorados, os pratos ficam com cara de frescos."

Fonte: VEJA SÃO PAULO