Crianças

Dez razões para visitar a exposição 'Grimm Agreste'

Instalações interativas no Sesc Interlagos desbravam o universo de 156 contos do irmãos Grimm

Por: Bruna Ribeiro

  • Voltar ao início

    Compartilhe essa matéria:

  • Todas as imagens da galeria:

Até 31 de agosto, o Sesc Interlagos apresenta a exposição Grimm Agreste, que desbrava o universo de 156 contos dos irmãos Grimm. As fábulas são contadas por meio de instalações interativas em uma área de 2 150 metros quadrados.

 

A inspiração surgiu do livro Contos Maravilhosos Infantis e Domésticos, de Jacob e Wilhelm Grimm (Editora Cosac Naify, 2012, 672 páginas, R$ 99,00). Com cenografia que remete à Idade Média, a mostra possui seis espaços temáticos que trazem informações sobre as obras dos autores.

Do centro de São Paulo até a unidade, o percurso contabiliza cerca de 30 quilômetros. Mas vale a pena: o complexo oferece ainda trilhas para caminhada em meio a uma reserva de Mata Atlântica.

Confira abaixo dez motivos para não perder a atração:

1 - Jogo dos Começos: Na sala Prefácio, uma brincadeira propõe que os visitantes inventem histórias por meio de cubos de madeira que carregam palavras em suas quatro faces.

2 - Mais de 2 000 livros: Exemplares da obra que inspirou a exposição podem ser folheados na Biblioteca, onde existem ainda cerca de 2 000 títulos disponíveis para leitura.

3 - Escadas coloridas: Também na Biblioteca, basta subir as escadas e espiar o que está dentro das caixas. Em uma delas, bonecos falantes representam os personagens de Os Três Cirurgiões.

4 - Livro falante: No mesmo local, uma caneta-tinteiro dança sobre um grande livro, simulando o processo criativo. Gravações reproduzem o início e o fim de diversos contos.

5 - Máquina para montar histórias: Entre a Biblioteca e a sala Prefácio, uma instalação de madeira é operada pelos educadores. Ao puxar a manivela, a engenhoca sorteia fábulas, representadas por imagens. A ideia é criar narrativas a partir das figuras.

6 - Todas as coisas do mundo: Em Mar de Histórias, uma parede expõe diversos objetos do cotidiano, como jarras e toalhas. A vida de pessoas comuns também foi fonte de inspiração para os irmãos Grimm.

7 - Caixinhas encantadas: No box de número 53, um vídeo mostra uma floresta nevando, tal qual em Branca de Neve. É divertido tentar advinhar as referências, nem sempre imediatas.

8 - Matrizes originais das xilogravuras de J. Borges: O pernambucano é responsável pelas ilustrações do livro Contos Maravilhosos Infantis e Domésticos. As matrizes de 45 gravuras - duas inéditas - feitas pelo mestre da literatura de cordel ganharam um ambiente especial.

9 - Cabine de escuta: No Bosque, a reprodução de uma floresta se torna o local ideal para ouvir as aventuras nas vozes de artistas como Francisco Cuoco e Chico Sá. Sinta-se à vontade nos sofás instalados em cabines.

10 - Trilha de 700 metros: Em um passeio pela parte externa, surgem seres misteriosos, a exemplo de um pássaro falante. O circuito passa pela Torre, Lago, Taverna e se completa com a Casa das Poções, dedicado a oficinas e atividades educativas.

Fonte: VEJA SÃO PAULO