Roteiro

Dez coisas que provam que quem é do ABC não precisa de São Paulo para (quase) nada

Nós temos parques, restaurantes bacanas e o nosso próprio Sesc

Por: Meriane Morselli - Atualizado em

Cidade das crianças
A Cidade da Criança, em São Bernardo do Campo (Foto: Divulgação)

Já se foi o tempo em que a região do ABC era carente de opções para se divertir. Com a chegada de novos shoppings e a expansão dos antigos, novos restaurantes vieram junto com lojas bacanas e mais opções de lazer. 

+ Trinta coisas que só quem é do ABC vai entender

Confira dez provas de que quem é do ABC não precisa de São Paulo para nada. Ou quase nada...

1) Para começar pela sessão comilança, ninguém mais precisa pegar Anchieta ou Imigrantes e afins para ir à Maremonti, The Fifties, Starbucks, America, Andiamo, Outback, Emporium Dinis, Si Señor, Hocca Bar, Johnny Rockets, Tantra e vááários outros... Fora que a gente tem um dos melhores hambúrgueres da região, o The Burger Map, uma rota só de restaurantes no Demarchi. Ou seja, estamos bem na fita.

2) A variedade também chegou ao campo de cinema e quem estava bodeado de ir às salas Cinemark e Playarte agora também pode frequentar o Cinépolis no São Bernardo Plaza.

Maremonti Trattoria & Pizza no ParkShoppingSãoCaetano (5)
Maremonti, recém-inaugurada no ParkShopping São Caetano (Foto: Divulgação)

3) Para pegar a fila da Forever 21, ninguém precisa se deslocar aos shoppings paulistanos. Você pode fazer isso no Golden Square, de São Bernardo.

+ 25 motivos para amar São Caetano

4) Tem necessidade de ir até a 25 de Março? Dispomos de ruas de comércio supernimadas: a Coronel Oliveira Lima, em Santo André, a eterna Marechal, em São Bernardo, e a Visconde de Inhaúma, em São Caetano, onde dá pra ir às ruas do centro também. Tem Lojas Americanas, Armarinhos Fernando... É muito agito numa região só (brincadeira, a 25 é insubstituível).

5) Quem tem Festa Italiana em São Caetano não precisa de Achiropita e Festa de São Vito. 

6) Temos a nossa própria Vila Madalena (ou tipo isso, vai): o bairro Jardim, em Santo André. Tem balada, restaurante, loja chique, condomínio de luxo, estacionamento e Pão de Açúcar, entre outras coisas. É um pacote quase completo.

7) KidZania e Aquário de São Paulo são ótimos passeios. Mas para quem mora em São Paulo. A gente, que é do ABC, conta com a Cidade da Criança, onde tudo isso começou.

ciclofaixa santo andre
A ciclofaixa de Santo André funciona aos domingos (Foto: Diego Barros)

8) Ninguém precisa duelar por uma vaga no Ibirapuera ou Villa-Lobos, porque nós temos nossas próprias áreas verdes. Chico Mendes, Celso Daniel, Salvador Arena, Bosque do Povo são alguns exemplos. OK, são beem menores que os parques de São Paulo, mas dá para quebrar o galho.

9) Falando em quebrar o galho, dá para ter um gostinho de andar pelas ciclofaixas da capital aos domingos em Santo André, no trecho que foi inaugurado em fevereiro.

10) Quem disse que a gente não tem programa cultural? Fechamos a nossa lista lembrando a nossa incrível unidade do Sesc, em Santo André. Tem de tudo lá (inclusive aquelas comidinhas com preço ótimo) e bons shows, peças de teatro e programação infantil. 

Fonte: VEJA SÃO PAULO