Compras

Dez motivos para visitar o Shopping Cidade São Paulo

Centro de compras foi inaugurado nesta quinta-feira (30) em terreno onde ficava a antiga mansão da família Matarazzo

Por: Adriana Farias - Atualizado em

  • Voltar ao início

    Compartilhe essa matéria:

  • Todas as imagens da galeria:

O Shopping Cidade São Paulo foi inaugurado nesta quinta quinta-feira (30). No complexode cinco andares, na altura do número 1 230 da Avenida Paulista, há 160 lojas, praça de alimentação, cinema e teatro. Um prédio anexo, a Torre Matarazzo, será finalizado até junho e será ocupado pela Previ (Fundo de Previdência de Funcionários do Banco do Brasil. A construção do centro de compras consumiu 500 milhões de reais.

+ Uma ferramenta para escolher o presente perfeito para sua mãe

Confira os dez motivos que valem uma visita no centro de compras.

1 - Área verde

Uma agradável praça pública de 2 400 metros quadrados com mudas da Mata Atlântica e conservação de sessenta árvores nativas compõe o local, que promete ser ponto de encontro para estudantes, executivos e turistas que trafegam pela Paulista.

Shopping Cidade São Paulo-praça-matarazzo
Shopping Cidade São Paulo-praça-matarazzo (Foto: Fernando Moraes)

2 - Praça de alimentação

Na hora do almoço, dá para optar por ao menos vinte restaurantes, com especialidades que vão da japonesa à árabe. Há também fast foods e restaurantes naturebas. Dá para variar entre Gendai, Almanara, Andiamo, Spoleto, Divino Fogão, Burguer King, Mc Donalds, Johnny Rockets, My Sandwich, Montana Grill, Outback, Go Natural, H3 New Hamburgology, Babiló.

praça-alimentacao-Shopping-Cidade São Paulo-Paulista-burguer-king
Shopping possui 17 500 metros quadrados de área bruta locável (Foto: Fernando Moraes)

3 - Cultura

Para uma pausa cultural, uma das opções é a Livraria Leitura, cuja unidade tem 702,4 metros quadrados, a terceira maior do shopping. A rede Cinemark e o teatro Conteúdo Teatral também estão por lá, mas ainda não há data definida para iniciarem as operações.

4 - Mobilidade

Quem quiser ir de bicicleta ao local, o shopping possui um bicicletário com 170 vagas. Há vestiário e salas de apoio para guardar capacetes.

+ Novo shopping em Guarulhos tem marcas estrangeiras e hits paulistanos

5 - Moda feminina

Para apostar num visual diferente, o shopping dispõe de marcas variadas para o público feminino: Arezzo, Barred’s, Brooksfield Donna, Capodarte, Cavalera, Clube Melissa, Coach, Diesel, For Yetts, John John,  Le Lis Blanc, Aleatory, Animale, Via Mia e Schutz são algumas delas.

6 - Make up e acessórios

Bolsas, colares e joias chegam com tudo em lojas como Vivara, Swarovski, Ana Capri, Arya Relógios, Balonè, Monte Carlo Jóias, Boticário, Osklen, Otica Wanny, Óticas Carol, Óticas Giardinni, Pandora, Quem disse Berenice? e Papoula.

swarovski-cala-assumpção
Carla Assumpção, diretora-geral de varejo da Swarovski. Essa será a décima loja na cidade e a maior da marca, com 70 metros quadrados (Foto: Fernando Moraes)

7 - Moda masculina

Para os homens, as opções são Brooksfield, Aramis, Fascar, Aleatory, Cavalera, Coach, Diesel, Guess, Hering, Polo Wear, UW - Casa das Cuecas.

8 - Comidinhas, café & sorvete

Dá para fazer o pit stop das compras nos seguintes boxes: Gelato Boutique, Paleteria Los Hermanos, Amor aos Pedaços, Starbucks, Kopenhagen, Lindt, Rei do Mate.

Shopping Cidade São Paulo-Paulista-Starbucks
Renata Rouchou, diretora de desenvolvimento da Starbucks, que trará o conceito das lojas de rua (sofás, poltronas, espaços de conexão de produtos eletrônicos) para o shopping (Foto: Fernando Moraes)

9 - Localização

De fácil localização, o centro de compras fica próximo às estaçoes de metrô Trianon Masp e Brigadeiro.

Mansão-Matarazzo-anos1990
A mansão Matarazzo que ocupava a Avenida Paulista, 1230, nos anos 1990: fim de uma era (Foto: Antonio Milena)

10 - Histórico

Localizado no número 1 230, na esquina com a Rua Pamplona, o terreno em si representa o fim de uma era: ali ficava a célebre e suntuosa mansão do conde italiano Francisco Matarazzo (1854-1937), pioneiro da industrialização brasileira, demolida em 1996. A obra do shopping contou com episódios dignos de uma escavação arqueológica. “Encontramos tijolos com as inscrições IRFM, de Indústrias Reunidas Fábricas Matarazzo, e guardamos em nosso escritório, pois trata-se de uma relíquia com mais de 100 anos”, conta Hilton Rejman, diretor de desenvolvimento da CCP, dona do empreendimento.

tijolo-matarazzo-shopping cidade são paulo
tijolo-matarazzo-shopping cidade são paulo (Foto: Mario Rodrigues)

Compras e Negócios

Alguns dos principais números do empreendimento

O COMPLEXO

500 milhõesde reais de investimento

12 000 metros quadradosde área total do terreno

123 000 metros quadradosde área construída

O SHOPPING

17 500 metros quadradosde área bruta locável

160 lojas

1 500 vagas de estacionamento

170 vagas de bicicletário

2 400 metros quadrados de praça

A TORRE MATARAZZO

22 000 metros quadradosde área construída

13 andares

Fonte: VEJA SÃO PAULO