CIDADES

Dez coisas que só quem mora na Zona Leste vai entender

Imensa, região ainda conta com características nostálgicas de cidades do interior

Por: Larissa Faria - Atualizado em

Metrô Corinthians Itaquera
Estação Corinthians-Itaquera, da linha Vermelha do metrô (Foto: Mario Rodrigues)

Dona do título de região mais populosa da cidade e abrigando a segunda maior área verde da metrópole, a Zona Leste ainda mantém características interioranas, que trazem clima de tranquilidade para quem mora na área e quer fugir da grande movimentação do Centro.

+ Lojas para economizar na Zona Leste

Listamos abaixo situações que só quem vive na região vai entender. Confira:

1 - Você se torna, sem querer, um especialista em logística do transporte público

O trânsito da Radial Leste e as chuvas que alagam vários bairros da região te fazem calcular friamente quanto tempo levará para chegar ao seu destino. Quer ver alguém que conhece mais o transporte público da Zona Leste do que quem mora nela? Impossível!

Radial Leste
Trânsito intenso na Radial Leste (Foto: Fábio Vieira/Fotoarena/Folhapress)

2 - Os demorados semáforos da Radial Leste

Olha lá ela envolvida em mais um dilema! Só quem já esteve atrasado e teve que passar pela Radial Leste vai entender o drama de esperar os semáforos extremamente demorados irem do vermelho para o verde.

3 - Bullying dos amigos

Tem sempre aquele amigo do centro ou da Zona Sul que vai te perguntar como você leva mais de 1h para ir de casa para o trabalho ou como volta para casa depois que o metrô já fechou.

Parque do Carmo - Cerejeiras
Além de apreciar a florada, o parque também oferece boas atrações, como espaços para caminhada (Foto: Fernando Moraes)

4 - Festa das Cerejeiras

Não importa se você vai nela desde a sua infância. Não tem como fugir: a Festa das Cerejeiras do Parque do Carmo é sempre uma ótima opção de um lindo passeio perto de casa (e também, uma boa desculpa para comer quitutes orientais que são montados junto com a celebração).

+ 9 curiosidades sobre o Shopping Leste Aricanduva

Monotrilho - Avenida Sapopemba - Reprodução TV Globo
Obra no monotrilho na Avenida Sapopemba, Zona Leste (Foto: Reprodução TV Globo)

5 - A interminável Sapopemba

Pegou um trajeto pela Avenida Sapopemba? Prepare-se: cerca de 45 quilômetros te aguardam pela frente. Dá tempo de ouvir Faroeste Caboclo umas 500 vezes...

6 - O clima de interior

Em muitos bairros, ainda é possível ouvir pelas ruas sons nostálgicos que remetem à vida no interior: o carrinho de churros, de picolé, de gás...

Igreja da Penha - Especial 459 anos
Igreja da Penha: quem nunca se sentiu em casa ao avistar a construção amarela de longe? (Foto: Fernando Moraes)

7 - Botecos e igrejas: lado a lado

Novamente, o clima de cidade do interior aparece: todo bairro tem um boteco e uma igreja, muitas vezes próximos (ou até mesmo no mesmo imóvel).

+ 25 motivos para amar Itaquera

praça sílvio romero
Carrinhos de hot-dog da Praça Sílvio Romero: queridos por quem mora (ou não) na região (Foto: Reprodução/Google Street View)

8 - Ouvir que o hot-dog da Praça Sílvio Romero é o melhor do mundo (e concordar, é claro)

A praça é um reduto de guloseimas. Mas a mais famosa, o cachorro-quente, ninguém abre mão.

playland shopping aricanduva
Quem nunca passou uma tarde toda brincando no Playland do Aricanduva? (Foto: Divulgação/Shooping Aricanduva)

9 - Passar uma tarde no Playland do Shopping Aricanduva

Não importa de qual região da ZL você seja: ao menos uma vez na vida, você já passou o dia inteiro insistindo para os pais comprarem mais créditos para os brinquedos.

10 - Passar o dia na versão mais popular do Playland: o Aquário de Itaquera

Um passeio que distraía toda a família: enquanto seus pais olhavam a parte de plantas e carros antigos, você se divertia nos brinquedos e olhando os aquários.

Fonte: VEJA SÃO PAULO