Bares

Confira dez cervejas oferecidas por bares para o inverno

Bebidas encorpadas entram em evidência com a chegada da nova estação

Por: Fabio Wright - Atualizado em

Cervejas inverno_2170
(Foto: Mario Rodrigues)

Pequeno templo da cerveja, o Melograno mantém entre seus 150 rótulos muitas ruivas e morenas. Apesar de o nome sugerir paladar adocicado, a inglesa Young’s Double Chocolate Stout (R$ 28,00) tem aroma e gosto de chocolate amargo. Atente-se também para a escura Abadessa Doppelbock Emigrator, recém-chegada de Porto Alegre. Trata-se de uma bebida não pasteurizada, que precisa ser mantida refrigerada no transporte para São Paulo. A garrafa de 500 mililitros custa R$ 28,00.

Confira tudo sobre o inverno

A boa-nova do Frangó para as noites frias chega da França. Chama-se Saint Landelin e sua receita vem de uma abadia de mesmo nome, fundada por volta do ano de 1032. De cor âmbar, a versão ambrée (R$ 52,00) está disponível em garrafa de 750 mililitros, com rolha. Outra dica recai sobre a negra Flying Dog Gonzo Imperial Porter (R$ 26,00), de sabor bem torrado. Ela é fabricada por uma microcervejaria de Aspen, no Colorado, Estados Unidos.

No Anhanguera, que valoriza as cervejas artesanais brasileiras, a estação convida a pedir, por exemplo, a mineira Wäls Quadruppel (R$ 19,50), com respeitáveis 11% de teor alcoólico. Merece atenção ainda a De Bora Bier Poderosa IPA (R$ 24,00), uma equilibrada india pale ale fabricada em Imbituva, no Paraná.

O Bezerra possui cerca de 100 rótulos nos freezers. Entre eles, há delícias como a bock de trigo alemã Schneider Aventinus (R$ 19,80) e a britânica Strong Suffolk Vintage Ale (R$ 29,50) — esta envelhecida por dois anos em barril de carvalho.

No Drake’s, 80% das cervejas do menu são importadas. Para combinar com as temperaturas baixas, algumas apostas certeiras são a irlandesa Murphy’s Stout (R$ 21,00) e a inglesa Fuller’s London Pride (R$ 32,00).

Fonte: VEJA SÃO PAULO