Beleza

Música e cerveja gelada na manicure

Alguns estabelecimentos da cidade misturam ambiente de salão com happy hour

Por: Claudia Jordão e Flora Monteiro - Atualizado em

Salão de beleza 2238 - Detrich
Salão do Detrich: rótulo próprio de cerveja (Foto: Cida Souza)

Aberto há pouco mais de um ano em uma casa ampla no bairro de Moema, o Detrich mantém uma sala reservada para reuniões entre amigas. Elas aproveitam para fazer as unhas, pôr o papo em dia, ouvir boa música e até tomar uma cerveja gelada. O maior movimento ocorre às sextas, a partir das 18h, e aos sábados, depois das 14h, quando as clientes se reúnem para uma happy hour.

+ Conheça os mimos e novidades dos salões paulistanos

A proprietária do negócio, Juliana Diniz, oferece desde agosto um rótulo desenvolvido especialmente para o estabelecimento por uma dupla de mestres cervejeiros. Batizado de Detrich Bier, é do tipo ale, sem conservante e com toque de gengibre. Custa R$ 8,00 a garrafa. “As meninas saem daqui arrumadas e no clima para curtir um bar ou restaurante”, diz Juliana.

A degustação ocorre no andar de baixo do sobrado. No pavimento superior, longe do agito, são oferecidos serviços como depilação e estética.

A dobradinha beleza e bebida se repete em outros endereços. Na Casa Mauro Freire, nos Jardins, as frequentadoras recebem uma taça de prosecco de cortesia. Além disso, podem escolher entre dez opções de uma carta de drinques. A receita de alguns deles foi desenvolvida pelo proprietário do salão. No L’Officiel III, localizado no mesmo bairro, os sábados são regados a espumante.

Fonte: VEJA SÃO PAULO