Cidade

Detran inaugura postos de serviço inspirados no Poupatempo

Faltam ainda alguns ajustes para que seja cumprida a promessa de não tomar muito tempo dos motoristas

Por: Claudia Jordão - Atualizado em

Detran 2234 - unidade Interlagos
A unidade Interlagos: atendimento com senha (Foto: Mario Rodrigues)
O antigo prédio do Departamento Estadual de Trânsito (Detran), no Ibirapuera, era uma espécie de monumento da ineficiência do serviço público. Funcionários relapsos, filas intermináveis e escândalos de corrupção mancharam a reputação do órgão. O edifício, por onde circulavam 12.000 pessoas diariamente, acabou sendo desativado há dois anos para dar lugar a uma nova proposta de atendimento, com postos menores espalhados na cidade. Eles reúnem todos os serviços necessários num ambiente bem sinalizado e com sistema de senha para organizar o público, nos mesmos moldes do bem-sucedido Poupatempo. + Saiba como ficar em dia com o Detran+ Xaveco Virtual: nossa ferramenta para paquerar no Twitter Duas dessas unidades começaram a funcionar no fim do mês passado — uma no bairro de Interlagos e outra em Aricanduva. O projeto prevê ainda a adaptação para esse modelo de dezessete pontos da Circunscrição Regional de Trânsito (Ciretran) fora da capital, como ocorreu em São Bernardo do Campo, inaugurado na segunda (5). Paralelamente, o departamento reformulou seu site para tornar possível a realização de procedimentos on-line, como a solicitação da Carteira Nacional de Habilitação definitiva, e criou um canal telefônico (tel.: 3322-3333) com o objetivo de informar ao usário os serviços disponíveis e a documentação necessária, evitando deslocamentos sem propósito e aglomerações nos locais. “A ideia é desburocratizar a vida do cidadão”, afirma Daniel Annenberg, coordenador do Detran. Mario Rodrigues
Detran 2234 - Aricanduva
Vistoria de veículos na unidade Aricanduva no dia 2: espera de uma hora na fila (Foto: Mario Rodrigues)
Vistoria de veículos em Aricanduva no dia 2: espera de uma hora na fila Em seus primeiros dias de funcionamento, os endereços recém-inaugurados mereceram elogios em vários aspectos de quem procurou o serviço, como o conforto das instalações e o horário estendido de atendimento (nos dias de semana até as 20 horas e, aos sábados, das 8 às 14 horas). Alguns ajustes, no entanto, se fazem necessários para que seja realmente cumprida a promessa de não tomar muito tempo dos motoristas. Os painéis eletrônicos dos postos sofreram pane nas duas últimas semanas e a fila de vistoria de veículos na unidade Aricanduva demorava cerca de uma hora no dia 2. A reportagem de VEJA SÃO PAULO testou, em Interlagos, um dos serviços oferecidos nos guichês, a emissão de outra via original do certificado de registro e licenciamento de veículo. O processo seria mais rápido não fosse a falta de familiaridade da funcionária encarregada da função. Apesar de esforçada, ela teve uma série de dúvidas e consultou três colegas antes de dar andamento ao processo. O prazo de entrega, de três horas, no entanto, foi respeitado. Mario Rodrigues
Detran 2234 - Mariana Richter
A analista Mariana: epopeia de nove horas para reaver o carro (Foto: Mario Rodrigues)
A analista Mariana: epopeia para reaver o carro A ideia é que esses locais desafoguem a unidade Armênia, na Zona Norte, que acabou absorvendo a maior parte do movimento após a desativação do edifício do Ibirapuera. Por lá, passam hoje cerca de 8.000 pessoas por dia. O lugar deve também ser reformado para se adequar ao padrão Poupatempo, mas ainda não há previsão de quando isso vai ocorrer. Outro desafio será acabar com as informações equivocadas. A analista fiscal Mariana Richter, 29 anos, foi vítima disso. Ela gastou nove horas na semana passada para liberar seu carro, que havia sido apreendido no centro. “Garantiram que o caso seria resolvido na Armênia, mas, chegando lá, fui mandada para Interlagos”, conta. Para o Detran, essas falhas vão ser corrigidas em breve. “O departamento realiza 900 procedimentos diferentes. É muita coisa para ajustar em pouco tempo”, diz o coordenador Annenberg.   SERVIÇO AGILIZADOAs principais mudanças no atendimento do órgão InfraestruturaAntes: O serviço ficava centralizado no Ibirapuera. Por lá, circulavam em torno de 12.000 pessoas por dia Hoje: O atendimento em São Paulo é dividido em três postos. Dois deles já funcionam nos moldes do Poupatempo. Mas a unidade Armênia, a mais procurada, ainda não foi reformada Horário de funcionamento Antes: De segunda a sexta, das 8h às 17h Hoje: Os postos agora atendem de segunda a sexta, das 8h às 20h, e aos sábados, das 8h às 14h. Somente a unidade Armênia opera das 8h às 17h e não abre aos sábados Atendimento a despachantesAntes: Os profissionais eram recebidos em guichês exclusivos Hoje: São atendidos separadamente na Armênia. Em Interlagos e Aricanduva podem realizar alguns procedimentos, mas retiram senha e aguardam a vez da mesma maneira que o restante das pessoas Emissão de documentosAntes: Segundo estudo realizado pelo Detran, o usuário ia pelo menos três vezes ao órgão e uma ao banco para conseguir sua CNH definitiva Hoje: Alguns procedimentos, como a renovação da carteira de motorista em Interlagos, demoram apenas um dia. Há também vários serviços que podem ser realizados pelo portal www.detran.sp.gov.br

Fonte: VEJA SÃO PAULO