Memória Paulistana

Demônios da Garoa lança DVD em comemoração dos setenta anos

Grupo contou com a participação de Arnaldo Antunes e Dudu Nobre na gravação

Por: Mauricio Xavier [com reportagem de Flora Monteiro e Nathalia Zaccaro] - Atualizado em

Demônios da Garoa Memória Paulistana 2232
Primeiro registro: Antonio Espanha, Zezinho, Bruno, Arnaldo Rosa, Vicente e Benedito Espanha participaram da primeira versão do grupo, em 1943 (Foto: Divulgação)

Criado na Mooca, o Demônios da Garoa fez fama interpretando clássicos de Adoniran Barbosa. O grupo contabiliza cerca de 14.000 shows, 69 discos e 11 milhões de cópias vendidas em quase sete décadas de carreira — chegará à marca em fevereiro de 2013 — e é citado no “Guinness Book” como o mais antigo do país em atividade. Seu primeiro registro é de 1943 (foto), quando Antonio Espanha, Zezinho, Bruno, Arnaldo Rosa, Vicente e Benedito Espanha ainda não sabiam o que era sucesso.

+ Arnaldo Antunes grava CD e DVD em seu quintal

Ao longo do tempo, a formação foi mudando, mas sem perder as raízes. Sérgio Rosa, que toca pandeiro, é filho do fundador Arnaldo (falecido) e pai de Ricardo, o percussionista. Os dois compõem o atual quinteto ao lado de Izael, Dedé e Canhotinho. Em novembro será lançado um DVD em comemoração dos setenta anos com canções como “Saudosa Maloca e Trem das Onze” e a participação de Arnaldo Antunes e Dudu Nobre. Todas as quintas, a banda faz show no Bar Brahma, no centro.

Fonte: VEJA SÃO PAULO