Mistérios da Cidade

Datas excêntricas no calendário de São Paulo

Dia da Sanfona e Dia do Balconista de Autopeças fazem parte das comemorações

Por: Maurício Xavier* - Atualizado em

Netinho_capa 2182
Netinho ficou famoso como líder do grupo de pagode Negritude Junior (Foto: Thiago Bernardes)
Na última terça (2), os políticos da Câmara Municipal aprovaram o projeto que institui o Dia do Orgulho Heterossexual, do vereador Carlos Apolinario (DEM). Para virar lei, ele depende ainda da sanção do prefeito Gilberto Kassab, que tem quinze dias para se manifestar.+ Dia do Orgulho Hétero: vereador Apolinário fala sobre a aprovação da câmara Isso está longe de ser a ideia mais excêntrica saída de dentro dos gabinetes do Palácio Anchieta. Conheça outras sugestões que acabaram virando lei: Dia do Anão (20 de janeiro)autor: Antonio Carlos Rodrigues (PR) Dia do Grito de Carnaval Reggae (6 de fevereiro)autor: Adolfo Quintas (PSDB) Dia do Mestre-Sala, da Porta-Bandeira e do Porta-Estandarte (10 de junho)autor: Juliana Cardoso (PT) Dia do Chefe Escoteiro (6 de agosto)autor: Anotnio Goulart (PSDB) Dia da Sanfona (9 de outubro)autor: Netinho de Paula (PCdoB) Dia do Tae Kwon Do (8 de agosto)autor: Celso Jatene (PTB) Dia do Balconista de Autopeças (26 de novembro)autor: Celso Jatene (PTB)*Com reportagem de Carolina Giovanelli, Nathalia Zaccaro, Mariana Barros e Cristina Fernandez

Fonte: VEJA SÃO PAULO