Noite

DarkRoom deixa o Sonique às escuras nesta sexta (10)

Iluminação da festa será feita pelo próprio público, usando lanternas

Por: Catarina Cicarelli - Atualizado em

DarkRoom
DarkRoom: segunda edição da balada às escuras agita o Sonique nesta sexta (10) (Foto: Divulgação)

À meia-noite desta sexta (10), o Sonique vai ficar às escuras — e não será por falta de pagamento da conta de luz. A noite é reservada para a segunda edição da DarkRoom, festa moderninha que acontece no (quase) completo breu.

+ Confira as melhores baladas da cidade

+ Na noite paulistana, quarta é o novo sábado

+ Manual Antiressaca: um guia para não passar mal depois da balada

O conceito é inspirado em baladas londrinas e quem tem medo de escuro não precisa temer: a iluminação é garantida por meio de lanternas que o próprio público acenderá ao longo da noite. Na entrada, a hostess distribuirá cem unidades aos primeiros que chegarem. A regra básica para se divertir é que não pode apontar a lanterna diretamente para o rosto das outras pessoas. Mas na hora vale empunhar celulares para ajudar a enxergar.

Além disso, quem for vestido de preto levará de graça uma dose do drink Black Power, bebida à base de rum criada especialmente para a ocasião pelo bartender Ricardo Basseto.

A discotecagem fica por conta de Ulisses Campbell, Astor Luft e Cris Pantojo. Na trilha sonora da noite não faltará “Psycho Killer”, clássico do Talking Heads, que é o hino da festa.

Fonte: VEJA SÃO PAULO