Gastronomia

D.O.M., de Alex Atala, é eleito o 18º melhor restaurante do mundo

É a melhor posição do restaurante brasileiro desde que entrou na lista, em 2006

Por: Daniel Ottaiano - Atualizado em

Alex Atala - DOM
Chef Alex Atala e o salão de seu restaurante D.O.M.: o 18º melhor do mundo (Foto: Divulgação)

O restaurante D.O.M., do chef brasileiro Alex Atala, voltou a subir no ranking da revista britânica ‘Restaurant’ de melhores restaurantes do mundo. No anúncio desta segunda-feira (26), o endereço foi colocado na 18ª posição, ante a 24ª colocação da lista do ano passado.

“Este foi um ano diferente, atípico, com grandes subidas e grandes descidas. Estou muito satisfeito com essa colocação e muito feliz por mais um ano estar entre os 50 melhores do mundo. Gostaria de ver mais brasileiros e sulamericanos neste prêmio”, disse Atala, que foi a Londres acompanhar a premiação. A declaração foi dada por meio de sua assessoria de imprensa.

Outra novidade foi o fim do reinado de quatro anos do El Bulli, do chef catalão Ferran Adrià. Entre 2006 e 2009, o restaurante ficou com a primeira posição, mas na edição de 2010 da lista, caiu para segundo. Apesar disso, Adrià recebeu um prêmio importante: de restaurante da década.

O primeiro lugar ficou com o Noma, de Copenhague. No ano passado, o estabelecimento de René Redzepi ficou com a terceira colocação.

Com a movimentação desse ano na lista, o Fat Duck, de Heston Blumenthal, caiu para a terceira posição, após quatro anos no segundo lugar (de 2006 a 2009). Em 2005, o restaurante britânico ficou com o posto de melhor do mundo.

O D.O.M. apareceu pela primeira vez na lista em 2006, na 50ª colocação. No ano seguinte, subiu para 38º, caindo para 40º em 2008 e chegando à 26ª posição no ano passado.

Confira os vinte primeiros colocados:

1º - Noma – Dinamarca

2º -El Bulli – Espanha

3º - The Fat Duck – Reino Unido

4º - El Celler de Can Roca – Espanha

5º - Mugaritz – Espanha

6º - Osteria Francescana – Itália

7º - Alinea – Estados Unidos

8º - Daniel - Estados Unidos

9º - Arzak – Espanha

10º - Per Se – Estados Unidos

11º - Le Chateaubriand – França

12º - La Colombe – África do Sul

13º - Pierre Gagnaire – França

14º - L'Hotel de Ville - Philippe Rochat – Suíça

15º - Le Bernardin – Estados Unidos

16º - L'Astrance – França

17º - Hof Van Cleve – Bélgica

18º - D.O.M. – Brasil

19º - Oud Sluis – Holanda

20º - Le Calendre - Itália

Fonte: VEJA SÃO PAULO