Ar seco

Saiba como evitar as doenças causadas pelo tempo seco

A baixa umidade é responsável por problemas como rinite e bronquite; confira algumas dicas para contornar a situação

Por: Marcus Oliveira - Atualizado em

Trânsito na Rebouças
O clima seco e a poluição podem causar doenças respiratórias (Foto: Mario Rodrigues)

O tempo seco, a baixa umidade do ar e uma maior concentração de poluentes na atmosfera são um prato cheio para doenças respiratórias, como rinite e bronquite, e problemas na garganta, além de dores de ouvido. Dados recentes da Organização Mundial da Saúde (OMS) revelam que as doenças respiratórias ocupam o terceiro lugar entre as maiores causas de morte no mundo.

Calor em São Paulo só deve melhorar na metade de fevereiro

Trânsito na Rebouças
O clima seco e a poluição podem causar doenças respiratórias (Foto: Mario Rodrigues)

Na tarde de ontem (13), o Centro de Gerenciamento de Emergências (CGE) decretou estado de alerta para a cidade de São Paulo, que tinha a umidade relativa de ar entre 18% e 45%. De acordo com a instituição, o índice oscila hoje em torno de 70%, podendo atingir 27% em alguns períodos do dia - para a OMS, a umidade relativa do ar ideal deve ficar em torno de 60%.

O diretor da Divisão de Pneumologia do Incor (Instituto do Coração do Hospital das Clínicas da FMUSP), Carlos Carvalho, alerta para alguns hábitos dos paulistanos que devem ser evitados nesse cenário. Confira algumas dicas do especialista para prevenir as doenças:

- Evite a prática de exercícios a partir das 17h em locais considerados "baixadas", como, por exemplo, avenidas movimentadas e beira de marginais e etc.

- Faça exercícios em partes altas da cidade e que sejam arborizadas

- Lave cobertores e blusas que estavam guardados em armários antes de utilizá-los, pois eles acumulam fungos. Caso contrário, o uso pode causar reações alérgicas

- Procure não utilizar vassouras para fazer a limpeza de ambientes com poeira. Opte por um pano úmido

- Fumaça de uma forma geral pode prejudicar ainda mais com a umidade do ar mais seco

- Em dias muito secos, use colírio e soro fisiológico nas regiões dos olhos e narinas, ele lubrifica a mucosa e evita irritação

- Os vírus se concentram em locais fechados. Evite aglomerações de pessoas em lugares muito apertados

- Quando a umidade do ar estiver abaixo de 20% ou 30% é preciso ficar ligado, principalmente para beber líquidos

- As bebidas alcoólicas são irritantes naturais e o exagero pode vir a causar dores no estômago e nas vias digestivas

- Carpetes e cortinas devem ser lavados e evitados nos quartos de pessoas alérgicas, pois eles favorecem o aparecimento de ácaros

- As vacinas são os principais meios de evitar as doenças

- Os umidificadores de ar devem ser ligado em quartos e salas nos dias em que a umidade do ar estiver abaixo de 30%. Caso contrário, eles podem umidificar demais o ambiente e criar fungos em móveis, por exemplo

- Em caso de resfriado, não existem remédios muito influentes e que curem de uma hora para outra. É comum sentir mal-estar entre um e cinco dias

- Após os cinco dias de frebre intensa (até 38,5) e problemas, é indicado procurar um médico, pois será receitada uma medicação ideal

Fonte: VEJA SÃO PAULO