Abastecimento

Pelo terceiro dia consecutivo, Cantareira se mantém estável

Sistemas Alto Tietê, Guarapiranga, Rio Grande a Alto Cotia tiveram alta

Por: Veja São Paulo

cantareira reservatorio jaguari jacarei
Reservatório Jaguari-Jacareí, que faz parte do Sistema Cantareira (Foto: Mário Rodrigues)

Após as chuvas da última noite, que atingiram especialmente a capital, o nível do Cantareira se mateve estável pelo terceiro dia consecutivo. Nesta quarta-feira (28), o sistema continuava com 5,1% de sua capacidade. Todos os outros sistemas, exceto o Rio Claro, registraram alta de seus volumes, de acordo com boletim divulgado pela Sabesp.

+ Sabesp divulga horários em que reduz a água na rede

A represa de Guarapiranga continua com o ritmo mais intenso de elevação do nível. Nesta quarta, ela subiu 1,4%, passando de 46% da capacidade para 47,4%. A região já ultrapassou a média histórica de chuva esperada para o mês, calculada em 229,3 mílimetros. Até o dia 28, já havia chovido 247,2 milímetros.

+ Doze dicas para economizar água na cozinha

No Alto Tietê, segundo sistema mais importante da região metropolitana, responsável pelo abastecimento de 4,5 milhões de pessoas, a alta foi um pouco mais modesta, de 10,4% para 10,6%. No Rio Grande, os reservatórios passaram de 74,1% para 74,6%. Já o Alto Cotia registrou um aumento de apenas 0,1%, saindo de 28,4% do nível para 28,5%.

+ Os problemas que estão infernizando a vida dos paulistanos

O sistema Rio Claro, que há três dias vem registrando quedas, é o que menos recebeu chuva na última semana. Nesta quarta, por exemplo, a região acumulou apenas 0,2 milímetros de chuva. A média pluviométrica histórica é de 298,9 milímetros e até o momento registrou-se 157,3 milímetros. Em relação ao sistema, a queda foi de 0,5%, com o nível saindo de 27,1% para 26,6%.

 

 

Fonte: VEJA SÃO PAULO