Terraço Paulistano

Cris: uma Quércia no mundo do jazz

Uma das filhas de Orestes Quércia vai cantar ao vivo a trilha sonora do próximo desfile da Daslu

Por: João Batista Jr. - Atualizado em

Cris Oak Quércia_terraço paulistano 2178
Cris Oak, avessa ao sobrenome do pai: “Para não chamar atenção” (Foto: Fernando Moraes)

Uma das filhas do ex-governador Orestes Quércia está se lançando como cantora de jazz. Depois de dar canjas em noitadas no Baretto, Cris, de 24 anos, vai cantar ao vivo a trilha sonora do próximo desfile da Daslu, previsto para ocorrer nesta terça (17). A moça decidiu debutar no mundo da música há cerca de dois anos, e hoje faz aulas de piano e canto lírico. “Quero lançar um CD até dezembro”, conta. “Tenho o apoio de uma rádio, não vou precisar ser patrocinada pela minha família.” Formada em direito pela Faap, Cris também pretende tirar a carteira da Ordem dos Advogados do Brasil. “Nunca se sabe do dia de amanhã.” Detalhe: ela não usa o sobrenome do pai “para não chamar atenção”. Adotou, assim, o sobrenome artístico Oak, que em inglês quer dizer carvalho. “Quércia, em latim, tem o mesmo significado.”

Fonte: VEJA SÃO PAULO