Segurança

Criminalidade no Morumbi: fuzil na garagem

Moradora sofreu roubo de televisão, roupas e laptop com arquivos referentes a dez anos de trabalho

Por: Arthur Guimarães [colaborou Mariana Barros]

Morumbi assaltos 2233
G.S.: 'nosso horror durou 25 minutos' (Foto: Fernando Moraes)

Perdi dez anos da minha vida profissional no dia 14 de julho, quando cinco bandidos invadiram minha casa. Além da televisão e das roupas, eles roubaram meu laptop com dados estratégicos importantíssimos para minha carreira. Não havia backup.

+ Moradores do Morumbi se mobilizam contra criminalidade no bairro

+ Morumbi: aplicativo para vigiar a casa

+ Morumbi: escolta para o lixo

+ Morumbi: trancada no closet

+ Morumbi: duas horas de drama

+ Morumbi: portas fechadas

Estava saindo com meu marido para jantar. Quando abri o portão, um carro Passat de luxo embicou na garagem. Alguns dos criminosos estavam disfarçados, usando roupas da Polícia Civil. Um deles portava um fuzil. Nosso horror durou 25 minutos. Tivemos de desparafusar a dobradiça para sair do quartinho em que nos trancaram. O pior de tudo foi o trauma. Fiquei mais de quinze dias dormindo com a luz acesa. Eu acordo quase toda noite e ainda vejo aquelas pessoas no meu quarto. G.S., 51 anos, representante comercial e vizinha do Estádio do Morumbi.

Fonte: VEJA SÃO PAULO