cidade

Guarda Civil bloqueia ruas da Cracolândia

Pedestres que circulam pela região são revistados por agentes. Veículos também são barrados

Por: Veja São Paulo

Cracolândia
Cracolândia: acesso controlado após retirada de barracos (Foto: Dário Oliveira/ Codigo19/ Folhapress)

Dois dias após a operação que acabou com as barracas armadas pelos usuários de drogas na Cracolândia, a Prefeitura de São Paulo montou ontem bloqueios nas principais vias da região. Na tentativa de controlar a entrada de drogas, a Guarda Civil Metropolitana vistoriou bolsas e sacolas de pedestres que queriam passar pelos arredores.

+ Grupo protesta contra obra que removeu árvores na Radial Leste

Para impedir a passagem de veículos, cones foram colocados na esquina das Alamedas Dino Bueno e Cleveland e uma faixa zebrada entre a Cleveland e a Rua Helvétia, próximo à Praça Júlio Prestes. Somente viaturas da Polícia Militar e caminhões de limpeza da prefeitura puderam circular pelo local.

A Guarda Civil também barrou ao longo do dia a passagem de carrinhos de supermercado, carroças e qualquer outro item que pudesse ser usado para a remontagem das barracas.

+ Diretor Fernando Meirelles fala sobre ajuda a ator que vive na Cracolândia

Segundo o inspetor da GCM, Donizete da Cruz, comandante da operação, não há previsão para a liberação das vias. "As principais entradas foram bloqueadas. Não é para fazer barraco nem moradia de novo", afirmou.

Depois da remoção das barracas da "favelinha", a Guarda Civil Metropolitana dobrou o efetivo na região em relação aos meses anteriores, segundo o comandante Gilson Menezes. A GCM tinha ontem 180 homens no local. (Com Estadão Conteúdo)

Fonte: VEJA SÃO PAULO