Cidade

Prefeitura ampliará número de vagas de trabalho para usuários de crack

Nova frente de trabalho contará com 80 oportunidades de jardinagem em locais afastados da região da cracolândia

Por: Redação VEJASAOPAULO.COM - Atualizado em

A prefeitura divulgou na manhã desta sexta (14) o balanço da operação De Braços Abertos, em andamento desde janeiro na região conhecida como cracolândia. Em entrevista coletiva, o prefeito Fernando Haddad afirmou que o consumo da droga caiu de 50% a 70% entre os participantes. Uma nova frente de trabalho deve ser criada até a próxima semana, abrindo 80 vagas de jardinagem. Entretanto, não foi informada a localização do trabalho.

 + Usuários não são fiscalizados em hotel, mas criam regra de conduta

Ainda segundo Haddad, desde o início do programa, ficou mais fácil identificar quem são os usuários e quem são os traficantes que atuam no local, melhorando o trabalho da Guarda Civil Metropolitana, da Polícia Militar e da Polícia Civil. “Há alguns dias foram apreendidas 2 700 pedras que desembarcavam na Luz para serem vendidas na região.” Mesmo com o programa, grupos numerosos de usuários continuam a circular pela região. 

Barracos somem, mas consumo continua o mesmo na cracolândia

A prefeitura informou que o programa atende atualmente 386 pessoas, que estão instaladas em hotéis da região, trabalham quatro horas por dia e recebem duas horas de capacitação, ganhando 15 reais por dia.

Ampliação

Além da criação das novas vagas de trabalho, está prevista uma ampliação do horário de atendimento da tenda do programa que fica na Rua Helvetia e hoje funciona até as 17h. O plano é que ela passe a ficar até as 22h.

A mudança tem como objetivo atenuar o grande fluxo de usuários de crack que permanecem na rua durante o período da noite consumindo a droga. “Se o programa parar, aquilo será reocupado”, comentou o prefeito.

Fonte: VEJA SÃO PAULO