Restaurantes

Couverts caprichados que valem por uma entrada

Conheça nove endereços bacanas que propõem antepastos bem-servidos para abrir a refeição

Por: Redação VEJA SÃO PAULO - Atualizado em

A bela Sintra - couvert
A bela Sintra: couvert com direito a bolinho de bacalhau (Foto: Mauro Holanda)

Sabe aquele pãozinho com manteiga, servido antes da refeição? Nos restaurantes abaixo, a clássica cestinha ganha a companhia de patês, chutneys, pastéis, carpaccio e até casquinha de siri.

Os preços podem ser mais salgados, chegando a custar R$ 26,00 por pessoa, está certo, mas esses couverts caprichados acabam valendo por uma entrada.

Confira nove endereços que capricham no couvert:

A bela Sintra: o variado couvert leva à mesa pães, torradas, manteiga, quatro tipos de patê, croquete de carne, bolinho de bacalhau e rissole de camarão. Custa R$ 15,00 por pessoa no almoço de segunda a sexta e R$ 26,00 nos demais dias e horários. Depois, prove uma das receitas portuguesas preparadas sob a orientação da chef Ilda Vinagre.

A Figueira Rubaiyat: não é só o cenário, valorizado por uma majestosa figueira de mais de 100 anos, que impressiona na casa de cozinha variada. O farto couvert reúne pães caseiros, focaccia de alecrim (bem quentinha), chorizo espanhol, pães de queijo e de polvinho, azeitonas preta e verde incrementadas com azeite, orégano fresco e limão-siciliano, além de hadoque defumado com vinagrete (R$ 26,00 por pessoa). O couvert se repete nas outras casas do grupo Rubaiyat. 

A Figueira Rubaiyat - couvert
A Figueira Rubaiyat: com direito a hadoque defumado (Foto: Divulgação)

Attimo: nesta estrelada casa do chef Jefferson Rueda, o couvert é uma das estrelas da refeição. Bem elaborado, compõe-se de pães artesanais (entre eles, mini baguete, ciabatta, pão de abóbora, integral e de cereais), manteiga de azeite, tomate moqueado (assado, defumado e aromatizado com louro), pururuca, canja de galinha com mini arroz do Vale do Paraíba e mortadela italiana (R$ 12,80 por pessoa).

Brasil a Gosto: bem brasileiro, como dita a especialidade da casa, o couvert reúne pães de milho, de abóbora e de queijo, mix de chips de raízes com biscoito de polvilho, manteiga Aviação, manteiga de castanha-do-pará e queijo cremoso com pesto de cheiro-verde. No almoço, sai por R$ 12,00. No jantar, nos fins de semana e nos feriados o valor sobe para R$ 16,00.

La Penisola - couvert
La Penisola: até casquinha de siri (Foto: Cida Souza)

Emiliano: o couvert no almoço custa R$ 10,00. No jantar, o preço vai para R$ 15,00. Inclui compota de cebola, manteiga com flor-de-sal, queijo de cabra, pães artesanais e um apertivo especial do chef, que muda todos os dias. Outros diferenciais: a taça de espumante e o estacionamento são cortesia da casa.

Govinda: esta casa indiana do Campo Belo é conhecida pela variedade do couvert. A R$ 19,90 por pessoa, é possível provar os pães nan, sete tipos de chutney (entre eles, maçã, manga, banana com coco ralado e iogurte com hortelã), samosas (pasteizinhos vegetarianos) e kebabs (bolinhos de carne moída bovina e de carneiro recheados com ovos de codorna).

Templo da Carne Marcos Bassi - couvert
Templo da Carne: versão com antepastos (R$ 19,80) (Foto: Divulgação)

La Penisola: de tão farto, o couvert deste restaurante chega a fazer as vezes de prato principal. Com azeitona, sardela, berinjela, pepino e pimentão em conserva, pão italiano, torrada de alho, bolinho de mandioca recheado com quatro queijos, carpaccio e casquinha de siri. Caso venha antes do prato, ele custa R$ 15,00 por pessoa. Quem quiser se fartar exclusivamente do couvert paga R$ 40,00.

Rodeio: especializada em carne, a casa oferece no couvert pão de queijo e pão francês, manteiga, farofa, vegetais frescos, molho de cebola, vinagrete e salada mista, verde ou caesar (R$ 24,50 por pessoa).

Templo da Carne Marcos Bassi: oferece duas opções de couvert. O "normal" reúne pão italiano e manteiga (R$ 9,80 por pessoa). Já a versão opcional, com antepastos (R$ 19,80), inclui ainda patê de cenoura, torradas, molho de cebola, caponata, azeitona verde, abobrinha com tomate seco, pimentão vermelho assado e abobrinha em lâminas.

Fonte: VEJA SÃO PAULO