Bichos

“Cortaram minhas penas”

O tucano que foi salvo de traficantes de animais

Por: Carolina Giovanelli

Tucano - Capa 2338
O Tucano, de 4 anos: asas cortadas e uma pata necrosada (Foto: Lucas Lima)

“Em meados de agosto, a polícia ambiental fez uma apreensão na região de São Carlos, interior do estado, que salvou a mim e outras aves, como maracanãs e gralhas. Foi um alívio, porque os traficantes de animais me tratavam muito mal. Eu ficava em uma gaiola pequena e imunda. Nervoso, debatia-me nas grades, o que fez com que minhas penas se desgastassem. Parte delas já havia sido cortada para eu não voar. Quebrei uma de minhas patas, que necrosou e caiu. Cheguei a um centro de recuperação na capital com uma ferida aberta e muito magro — agora como ração, frutas e camundongos recém- nascidos. Tomei um banho e me deram antibióticos. Assim que melhorar, devo ir morar em cativeiro com outros exemplares da minha espécie.”

— Tucano, 4 anos

+ Duas denúncias de maus-tratos contra animais são registradas diariamente na capital

+ "Quase morri de fome"

+ "Fiquei cego de um olho"

+ "Morava em uma casa com centenas de coelhos”

+ "Fui abusada e atropelada"

+ “Não souberam cuidar de mim”

 

Fonte: VEJA SÃO PAULO