Notícias

Contusão de Neymar foi o destaque do fim de semana

Sites do governo do estado sem atualização e golpe em pacientes de hospitais particulares também ganharam repercussão na mídia

Por: Redação VEJASAOPAULO.COM - Atualizado em

  • Voltar ao início

    Compartilhe essa matéria:

  • Todas as imagens da galeria:

A contusão do jogador Neymar após entrada dura de Zuñiga na partida entre Brasil e Colômbia na Copa foi o principal assunto do final de semana. A saída de helicóptero do jogador da Granja Comary, o vídeo comovente que ele gravou para os torcedores  e até mesmo o bloqueio da conta no Instagram do colombiano aparecem entre os assuntos mais procurados pelos internautas.

Ainda sobre seleção brasileira, as previsões da astróloga dos famosos Maricy Vogel chamaram a atenção. Ela falou sobre Neymar e disse que o Mundial saiu de sua margem de acerto, Maricy deixou como palpite a Argentina como a favorita ao título.  "Mas prefiro errar e ver o Brasil campeão.” 

Para terminar o assunto Copa, as imagens dos estrangeiros bonitões espalhados pelo país se destacaram, assim como o episódio de Os Simpsons que mostrava a contusão do atacante brasileiro.

Também sobre futebol, uma notícia triste chamou a atenção dos internautas. Ídolo do Fluminense, o paulistano Assis morreu aos 61 anos. O ex-jogador teve falência múltipla de órgãos causada por uma infecção. O atacante começou sua carreira no interior paulista e chegou a jogar no São Paulo.

O golpe aplicado por gangue em pacientes de hospitais particulares também ficou entre os assuntos mais pesquisados. Albert Einstein, Sírio-Libanês e Samaritano já registraram casos. Prejuízo passa dos 50 000 reais

Com o início do período eleitoral e seguindo o que estabelece a lei 9.504/97, o governo de São Paulo bloqueou e não atualizará a maior parte do conteúdo de serviços de seus sites oficiais, assim como as contas no Twitter e Facebook.

A história de superação de Obie, o daschund obeso que pesava 35 quilos e conseguiu perder 22 deles também ficou entre os principais assuntos pesquisados pelos leitores.

Fonte: VEJA SÃO PAULO