Boa forma

Conheça os novos templos da beleza em São Paulo

Saiba o que oferecem quatro endereços que justificam a visita e têm menos de um ano de fucionamento

- Atualizado em

Hebe Camargo bate ponto lá duas vezes por semana. Mariana Kupfer, três. "Quando posei para a Playboy, me submeti a dez sessões consecutivas", conta a moça. "Disse que queria ficar enxuta a ponto de passar pela boca de uma garrafa." Adeptas da drenagem linfática – massagem vedete das clínicas de estética, considerada uma das principais armas de combate à celulite e à retenção de líquidos –, as duas apresentadoras fazem parte da longa lista de clientes da fisioterapeuta Ana Luisa Massardi. "Em quinze anos de carreira, mais de 15 000 pessoas passaram por minhas mãos", garante a especialista na técnica. "Hoje, minha equipe realiza 7 000 massagens por mês." As dimensões da Hara, recém-inaugurada clínica de Ana Luisa no Jardim Europa, parecem confirmar esses números superlativos. Trata-se de um casarão de 3 000 metros quadrados com quarenta salas e sete bangalôs ao ar livre, distribuídos ao redor de um pátio com lago artificial. "O som de água corrente ajuda no relaxamento", diz Ana Luisa. As sessões com os sessenta profissionais que trabalham no local, aberto de domingo a domingo, custam a partir de 85 reais. Para ser atendido pela proprietária, o preço é mais alto: 216 reais a sessão. O cardápio de tratamentos inclui ainda banho de hidromassagem com aromaterapia e esfoliação corporal com argila da Amazônia, entre outros.

• Clínica Hara. Avenida Europa, 140, Jardim Europa, 3062-5092.

Massagens em cenário mutante

Alexandre Schneider

As cortinas brancas da sala de atendimento do Centre de Beauté Lancôme, no MorumbiShopping, mudam de cor no decorrer das sessões. A trilha sonora também varia. "Cada tratamento conta com um CD e uma iluminação específicos", explica a esteticista Sueli Gonçalves. "Seguimos os mesmos programas da matriz Lancôme, em Paris, desenvolvidos segundo os princípios da cromoterapia e da musicoterapia." Quase todos os produtos aplicados no rosto e no corpo – obviamente fabricados pela marca francesa – são de uso exclusivo do spa. Mais concentrados que os vendidos ao público em geral e sem conservantes, eles devem ser completamente utilizados depois de abertos. No spa Lancôme é possível fazer sete tratamentos faciais e quatro corporais, com preços que oscilam de 120 a 210 reais a sessão. Há opções específicas para mulheres a partir dos 60 anos. Todas as clientes passam por uma avaliação feita com a ajuda do equipamento Diagnôs Expert, que mede a elasticidade, a hidratação e a tonicidade da pele. Os tratamentos são aplicados em uma maca térmica, cuja temperatura varia de acordo com o desejo de quem se deita nela. "Há outros mimos como massagens nos pés e nas mãos", diz a empresária Mônica Delfino, cliente do espaço desde a abertura, há um ano.

• Centre de Beauté Lancôme. MorumbiShopping, loja Vent Vert, 5181-4443.

Oásis no shopping

Alexandre Schneider

Em uma sala de 25 metros quadrados no mezanino da perfumaria Opaque, no Shopping Pátio Higienópolis, funciona há um mês o sétimo endereço do Instituto de Beleza Dior no mundo. Com ambientação luxuosa, o lugar é um oásis no shopping para mulheres que querem dar um trato no visual e ao mesmo tempo relaxar. Música ambiente suave e velas de aromaterapia criam um clima intimista. Entre os dez tratamentos oferecidos, um dos mais concorridos é o de autobronzeamento (110 reais a sessão), uma massagem de sessenta minutos durante a qual é feita a aplicação de um creme que estimula a pigmentação da pele. "Muitos dos produtos utilizados são da linha profissional da Christian Dior, mais concentrados", diz a esteticista Isabel Nascimento. Outras opções são as que prometem eliminar manchas e atenuar as rugas. Os tratamentos custam de 50 a 180 reais e vêm com um bônus: massagem relaxante nos ombros, nos braços e nas mãos.

• Instituto de Beleza Dior. Shopping Pátio Higienópolis, loja Opaque, 3823-2672.

Eles também têm vez

Mario Rodrigues

Com três salas e um vestiário exclusivos para homens, a clínica de estética e dermatologia Lanaai, no Alto de Pinheiros, está atrás deles. "Os homens procuram cada vez mais serviços de depilação, principalmente para peito e costas", diz uma das sócias do espaço, Cecília Ribeiro. "E quase 80% da clientela da massagem ayurvédica é masculina." Criada na Índia há mais de 5 000 anos, essa técnica combina movimentos vigorosos de pressão e alongamento para relaxar e estimular a circulação sanguínea. Instalado em um casarão de 520 metros quadrados e com onze salas, o espaço Lanaai oferece, além de massagens e serviços de salão de beleza, uma série de tratamentos com aparelhos. Uma máquina de depilação a laser com ponteira resfriada promete acabar definitivamente com os pêlos, causando menos dor que os equipamentos convencionais. "É a ponteira fria que faz toda a diferença", explica a dermatologista Elizabete Hofling. Com grande variedade de serviços (são mais de trinta itens), a clínica cobra preços que vão de 30 reais (para fazer as unhas dos pés e das mãos) a 850 reais (aplicação de Botox).

Fonte: VEJA SÃO PAULO