Moda

Confira os novos biquínis de jovens estilistas paulistanos

São modelos com cores discretas, estampas exclusivas e modelagem maiorzinha

Por: Nana Caetano - Atualizado em

O sol vai brilhar para as mulheres que pesam mais de 45 quilos e já não têm 13 anos: neste verão, que se inicia oficialmente na quinta-feira (21), diminuirá o suplício na hora de encontrar um biquíni novo. Aos poucos, começa a delinear-se em São Paulo uma tendência de moda praia tipo exportação, com calcinhas maiores (as pequenas continuam existindo, claro) e sutiãs estruturados. Além disso, as mulheres que têm quadris (qual não tem?) podem sentir-se aliviadas: tecidos antes usados na moda de rua, como jérsei, lurex, atoalhado, malha de lingerie e veludo com elastano, aparecem agora em biquínis e maiôs. Eles apertam pouco e, costurados com elásticos menos firmes, não formam aquele indesejável pneuzinho logo abaixo da cintura que costuma acometer até as mais magrinhas.

Pelo menos seis marcas paulistanas investem na chamada alta-costura da moda praia. A pioneira foi a Jo de Mer. Com loja na Oscar Freire desde novembro de 2004, ela acaba de inaugurar uma filial no Shopping Iguatemi. Em relação à temporada passada, a produção cresceu 30% (de 5 500 para 7 000 peças). "Ainda me assusto com esses números", diz a proprietária, Amália Spinardi. Paula Hermanny, estilista da marca Vix Swimwear, faz sucesso nos Estados Unidos e na Europa há oito anos – sua produção mensal é de 40 000 peças. Dessas, cerca de 5.000 são oferecidas em lojas multimarcas nacionais desde agosto. "Vendo o mesmo biquíni lá e aqui, sem adaptações", afirma Paula. "Enquanto as americanas estão começando a querer calcinhas menores, nós estamos aumentando as nossas." O mesmo ocorre com a Beach Couture, lançada em maio. Sua coleção traz as maiores calcinhas do mercado.

A tendência não passa despercebida pelas gigantes do setor, como a Rosa Chá. Com produção de 500.000 peças por ano, a grife criada pelo estilista Amir Slama tem sempre uma calcinha grande de cada estampa. "O corpo da mulher está mais globalizado. As diferenças diminuíram", diz ele. Outra característica das novas marcas é o acabamento dado às peças. Adriana Degreas, que há um ano vende em seu showroom no Bom Retiro, em multimarcas da cidade e em 86 pontos-de-venda internacionais, chega a usar a complicada técnica de moulage (construção da roupa sobre o manequim) em alguns de seus maiôs. "Meu foco é muito claro: faço moda praia de luxo." Nas araras de Adriana e de suas concorrentes, florzinhas e motivos infantis desapareceram. O que se vê é uma profusão de marrons, pretos e bichos (onça, zebra e cobra são os animais da temporada). Alças e decotes levam argolas douradas e correntes. "Todas as nossas estampas são exclusivas", conta Isabela Frugiuele, uma das sócias da Triya, que tem loja há um ano no Itaim.

Tudo para diminuir o risco de dar de cara com outra usando o mesmo biquíni na praia. "É aquela situação constrangedora", diz Gabriela Bueno, estilista da recém-criada Choice. Na sua marca, são vendidas cordinhas avulsas para que as clientes mudem as alças dos biquínis. Um duas-peças preto, por exemplo, pode virar um biquíni com detalhes de estampa de cobra. Haja cordinha para evitar pares de vasos na areia e na piscina.

Para fazer bonito no sol

• Invista em bolsas grandes de lona.

• Canga, só para deitar na areia. Como saída de praia, use vestidos curtos e soltinhos (os de cor branca são hit) ou macaquinhos. Camisetas e camisas masculinas (de novo na cor branca) viram microvestidos charmosos e confortáveis.

• Os acessórios da temporada são brincos grandes de formas geométricas, colares dourados com pingentes (numa mistura de correntes de diferentes comprimentos) e braceletes. Continuam valendo os óculos grandões.

• No cabelo, lenços compridos de seda ou algodão estampado. O chapéu de caubói feito de palha é tendência internacional que deve pegar entre as mais modernas.

• Nos pés, chinelos de dedo ou sandálias rasteirinhas. Plataforma não combina com praia.

Onde encontrar

• Adriana Degreas ­ Rua Barra do Tibagi, 1097, Bom Retiro, Tel. 3333-3331, www.adrianadegreas.com.br.

• Beach Couture ­ www.beachcouture.com.br. À venda na Pelu, Alameda Lorena, 1257, casa 2, Jardim Paulista, www.pelu.com.br, e em outras duas lojas.

• Choice ­ À venda na Thelure, Rua Araçari, 226, Itaim Bibi, Tel. 3167-4647, www.thelure.com.br.

• Jo de Mer ­ Rua Oscar Freire, 329, Jardim Paulista, Tel. 3081-4232, e Shopping Iguatemi, Tel. 3097-8353, www.jodemer.com.br.

• Triya ­ Rua Garimpeiros, 21, Itaim Bibi, Tel. 3073-1467, www.triya.com.br.

• Vix Swimwear ­ www.vixswimwear.com. À venda na Daslu, Avenida Chedid Jafet, 131, Vila Olímpia, Tel. 3841-4000, e em outras duas lojas.

Fonte: VEJA SÃO PAULO